A alimentação na gravidez, por Maria Santana Lopes

Novembro 5
No comments yet

Durante a gravidez ocorrem alterações fisiológicas no organismo materno, este período da vida é caracterizado por um crescimento acelelarado, em que ao longo de cerca de 40 semanas, existem necessidades especiais.

Esta fase exige uma necessidade nutricional superior para a manutenção da nutrição e saúde materna e garantia do adequado crescimento e desenvolvimento do feto, já que a sua única fonte de nutrientes é a ingestão alimentar e as reservas da mãe.

O estado nutricional da mãe é de extrema importância durante a gestação e deve adaptar-se a cada mulher, considerando-se diferenças individuais como as dimensões corporais, actividade física, idade, gestações múltiplas. O estado nutricional da mulher, antes e durante a gestação é crucial para a saúde de ambos, mãe e feto.

As grávidas têm necessidades aumentadas de energia e de nutrientes, sendo este aumento dependente do trimestre em que se encontram, no entanto, não significa que deverão comer “por dois”. Devem sim, ter especial atenção a alguns alimentos e nutrientes, nomeadamente ácido fólico, ferro, ácidos gordos essenciais e fibra alimentar.

Nesta fase, é igualmente importante a prática de actividade física moderada, cerca de 30 minutos por dia. Mantendo-se activa, previne o aumento excessivo de peso, melhorando a sua performance e o bem-estar psicológico.

As necessidades energéticas na gravidez vão aumentando de acordo com o trimestre de gestação.   A grávida deverá ter atenção ao aumento de peso, uma vez que é um dos factores que mais se associa às complicações no parto e que influencia a saúde do bebé. Na tabela seguinte faz-se referência ao aumento de peso ideal durante a gravidez:

tabela

A grávida deverá ter uma alimentação saudável: equilibrada, variada e completa, de acordo com os princípios da Roda dos Alimentos. Devido ao aumento das suas necessidades, deverá ingerir quantidades superiores face a quando não estava grávida.

Da tabela seguinte constam os grupos que fazem parte da Roda dos Alimentos, e quais as porções sugeridas na gravidez:

tabela2

Principais recomendações:

– Tomar sempre o pequeno-almoço. O pequeno-almoço é uma das mais importantes refeições. Após 8h de jejum nocturno, é fundamental fornecer ao organismo os todos nutrientes que ele necessita para o começar de um novo dia. O pequeno-almoço previne episódios de hipoglicémias, caracterizados por suores frios, falta de forças, desfalecimento/desmaio e mesmo coma hipoglicémico.

– Não estar mais de 3 a 3,5h sem comer (5 – 7 refeições/dia), para que ao longo do dia, o organismo tenha o aporte de nutrientes e energia necessários.

– Iniciar as refeições principais com um prato de sopa e acompanhá-las com saladas ou legumes, assegurando, desta forma, a quantidade ideal de vitaminas, minerais e fibra. A obstipação é bastante frequente durante a gravidez, tendo a fibra um importante papel na sua prevenção.

– Comer calmamente e mastigar muito bem os alimentos.

– Variar os métodos de confecção, optando pelos mais saudáveis (estufados e assados em pouca gordura, grelhados, cozidos a vapor, cozidos), evitando os menos saudáveis (fritos).

– Reduzir o consumo de refrigerantes e sumos de fruta (muito açúcar e não matam a sede).

– Comer diariamente carne, peixe ou ovos, para ter o aporte adequado de proteína, nas quantidades necessárias.

– Limitar o consumo de carnes gordas (carne de vaca, carne de porco), preferindo carnes magras (frango, peru, coelho) e retirando peles e gorduras visíveis.

– Controlar a ingestão de gordura na confecção e tempero dos alimentos, preferindo azeite e óleos polinsaturados.

– Reduzir parte do sal e da gordura para temperar usando maior quantidade de cebola, alho, tomate, pimento e ervas aromáticas.

– Beba 2 litros de água por dia. A água de muito importante para o crescimento e desenvolvimento da placenta e líquido amniótico, do feto, para além disso, é importante para regular o intestino.

– Praticar actividade física moderada.

 

Fontes:

–          www.apn.pt

–          www.dgs.pt

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *