Liliam Fashion Week in London
  • 20 March 2015

  • 09.00 - 16.00 (Monday Free)

  • 21 King Street, Melbourne Victoria 3000 Australia See in Map

  • Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Vestibulum id ligula porta felis euismod semper. Duis mollis, est non co.

  • Read More

Ácidos Gordos Ómega-3 e Ómega-6, por Maria Santana Lopes

Novembro 17
No comments yet

Todos já ouvimos falar em ómegas na Televisão, na Rádio ou nos folhetos de supermercado. O ómega-3 é o “mais famoso”. Vou-vos, por isso, escrever sobre Ácidos Gordos, para vos esclarecer sobre a importâncias dos tais ómegas na nossa Alimentação.

Existem 4 tipos de Ácidos Gordos:

– Saturados
– Monoinsaturados
– Polinsaturados (como o Ómega-3 e o Ómega-6)
– Trans (são ácidos gordos não naturais que provêm de produtos de síntese industrial, e consideradas prejudiciais para o organismo).

É necessário um equilíbrio entre o consumo dos diferentes tipos de ácidos gordos, recomendando-se uma ingestão reduzida de ácidos gordos saturados e ácidos gordos trans e um maior consumo de ácidos monoinsaturados e polinsaturados.

Na dieta vulgar consome-se habitualmente um excesso de gorduras saturadas e de Ómega-6. O que se recomenda em geral é uma redução da ingestão de gorduras saturadas e um aumento no consumo de ómega3.

Dentro da família dos polinsaturados destacam-se os ácidos gordos essenciais: o Ómega-3 e o Ómega-6. São denominados essenciais porque o organismo humano não os conseguir sintetizar, obtendo-os por ingestão na dieta.

Alimentos que contêm Ómega-3

Peixes de águas profundas e frias, como por exemplo o salmão, o atum, o bacalhau, a sardinha e a truta. Os óleos de peixe também são uma boa opção.

Para quem não gosta de peixe, pode consumir sementes e óleo de linhaça, que é a principal fonte vegetal de Ómega-3. Outra fonte vegetal são as frutas oleaginosas, como as nozes e amêndoas e ainda rúcula e espinafres.

Benefícios do Ómega-3

Muitas pesquisas já comprovaram os benefícios da inclusão do Ómega-3 na dieta:

– controlo da pressão arterial;

– melhoria da circulação sanguínea;

– normalização do ritmo do coração;

– combate à osteoporose

– dificulta a instalação de processos inflamatórios.

Para além das já famosas funções cerebrais: ampliação da capacidade de concentração, melhoria da memória e redução do stress.

No entanto, o principal benefício do Ómega-3 é o facto de ajudar a diminuir os níveis de LDL (“mau colesterol”) e diminuição dos Triglicéridos.

Alimentos que contêm Ómega-6

Entre os ácidos gordos da série Ómega-6, o mais abundante é o linoleico, que se encontra nos óleos de sementes e também, embora em menor quantidade, nas verduras, frutas, frutos secos e cereais.

Uma ingestão equilibrada de ácidos gordos Ómega-3 /Ómega-6 contribui para uma vida saudável, com um funcionamento adequado dos sistemas nervoso eimunológico e das funções digestivas, além de contribuir para a “saúde” das faneras (pele, cabelo e unhas).

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *