As minhas casas de sonho

Novembro 21
No comments yet

Olá, olá! As minhas casas de sonho. Volta e meia gosto de ver casas onde gostava de viver. Claro que se estou a sonhar, então que seja em grande, por isso normalmente sonho com casas fantásticas, situadas em zonas privilegiadas, onde tenho a certeza que ia ser muito feliz.

Num dos meus passeios pela internet, descobri a BMG, uma empresa de consultoria imobiliária com casas em Lisboa de sonho! Umas novas, outras recuperadas ou antigas para recuperar, mas com áreas fantásticas e que me deixaram com alguma vontade de voltar a viver em Lisboa. Claro que se fosse para voltar às origens, então gostava que fosse numa zona cheia de vida, como o Chiado, a Baixa, as Avenidas Novas ou a Avenida da Liberdade, porque se é para sonhar, então que seja perfeito!

Deixo-vos aqui algumas das minhas casas de sonho, que encontrei no site da BMG.

Um T3 onde a presença da luz natural traz uma sensação especial. O conceito de design harmoniza a elegância intemporal do estilo arquitectónico clássico  tipicamente “Pombalino” com um ambiente contemporâneo deslumbrante.
Na Baixa de Lisboa este apartamento tem o requinte dos acabamentos e equipamentos, a reabilitação de qualidade e a manutenção das principais características arquitectónicas originais, muito ao estilo “Pombalino” característico da iluminada cidade de Lisboa, são uma virtude incontornável.

t31

t32

Apartamento T1 para venda está situado no edifício Heron Castilho Lisboa, galardoado com o prémio Valmor, que foi totalmente reconstruído nos anos 90 tendo preservado a sua fachada original.

t1

t11

T3 com 248 metros quadrados de área bruta privativa, próximo do icónico Hotel Ritz. Para obras de remodelação total (até já tenho ideia do que fazia).

t3a

t3b

t3c

 

Um T2 na Baixa/Chiado com várias varandas circundando todo o apartamento e uma vista fantástica sobre a cidade.

t21t22

Agora que já sonhamos um bocadinho, back to reality 😉

Beijinhos,
Mónica

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *