A Essência de ser mãe

Abril 27
4 Comments

Olá, olá! A Essência de ser mãe. A Pandora lançou-me um desafio, pediu que dissesse o que é para mim a essência de ser mãe e quais os principais valores associados a esse sentimento.

Não foi preciso pensar muito. A grande essência de ser mãe é, no seu sentido mais puro e profundo, o AMOR. Quando fui mãe, o grande que me invadiu foi o amor, um amor diferente de qualquer outro, maior e mais arrebatador, inexplicável de tão enorme que era. É um sentir que nos enche e preenche o coração e todo o corpo, com uma alegria, energia, paz e sentido de união que não se compara a mais nada neste mundo; é um amor incondicional, pronto para qualquer íntemperie, é a força de um cordão umbilical que nunca se corta, é eterno e expontâneo, é consciente e inconsciente, é meu, é o meu amor por elas, pelas Minhas Filhas.

Pandora Dia da mãe

Ser mãe fez com que eu tivesse uma perspetiva diferente de ALEGRIA, mais simples e genuína. As minhas alegrias passaram a ganhar espaço nas pequenas coisas do dia-a-dia. Um olhar, ou um sorriso das minhas filhas, num pequenino segundo, chega a ter uma importância gigantesca. É-me agora mais fácil sorrir, sentir-me feliz ou realizada. O simples facto de receber um abraço ou um beijinho das minhas filhas, ouvir um “Adoro a mãe”, são o suficiente para que o meu coração bata mais forte.

IMG_9212

A CORAGEM passou a fazer parte dos meus dias a partir do momento em que fui mãe. Há uma força interior de mãe, algo que me faz superar a mim mesma, me enfrentar medos e fobias, tudo o que for preciso desde que as consiga proteger, prepará-las para o futuro e acompanhar o seu crecimento. Subo e desço montanhas russas só para tentar ser boa mãe, a melhor mãe possível, para encontrar força, energia e paciência constante. Não interessa se tenho razões aparentes para estar exausta, o que eu realmente quero é que elas sejam felizes. E isso é o suficiente para me fazer feliz e ter coragem para tudo.

Quando fui mãe a minha maneira de estar na vida e os meus valores mudaram, a procura pela aventura deu lugar à ESTABILIDADE. Conceito que prezo muito. É preciso estabilidade para se poder educar bem uma criança pequena num formato saudável e tranquilo. Só assim poderão crescer com confiança na vida e no mundo que as rodeia, erguendo as suas defesas com calma e serenidade.

IMG_9276 (2)

A CONFIANÇA é um dos elementos chave entre as relações, seja no trabalho, entre amigos, família e entre país e filhos, se houver respeito e honestidade, a confiança é algo garantido. Faço por que as minhas filhas saibam que têm aqui alguém em quem podem sempre confiar, para o bem e para o mal. Tento também transmitir-lhes que é importante confiarem nelas próprias, nas suas capacidades, com força e determinação para chegarem onde pretendem.

Ser mãe é ganhar o dom do amor eterno, por isso os meus amuletos são o da FELICIDADE e da PAZ. A vida é uma busca constante pela felicidade e pela paz interior, desejo que assim seja ao longo de muitos anos, por isso uso estes dois “amuletos” porque quero chegar a velhinha, olhar para trás e ser uma mãe com uma família unida, saudável, feliz e de bem com a vida.

Pandora

Estas são as peças da linha Essence Collection que representam a minha essência como mãe, no colar estão representados a FELCICIDADE e a PAZ e na pulseira o AMOR, a ALEGRIA, a CORAGEM, a ESTABILIDADE e a CONFIANÇA.

Beijinhos,

Mónica

  1. Ana

    Abril 27

    É também o que sinto, é também o que quero….embora cada filho seja diferente do outro e cada um recebe o amor de maneira diferente.

    http://despertarosonho.blogspot.pt/

  2. É mesmo um amor que nunca acaba!

    http://adorosercomosou.blogspot.pt/

  3. Gostei muito deste post Mónica, e conhecer um pouco mais da MULHER/MÃE que está por trás do blog. Tudo o que disse é a mais pura verdade, mas acima de tudo acho muito importante uma parte que a Mónica destaca que é uma obrigação de mãe:”É preciso estabilidade para se poder educar bem uma criança pequena num formato saudável e tranquilo. Só assim poderão crescer com confiança na vida e no mundo que as rodeia, erguendo as suas defesas com calma e serenidade.”

    Eu ainda não sou mãe, mas tenho muitos amigos com filhos e acho que, independentemente, do amor dado esta parte (por vezes) falta – e MUITO!!

    Beijinhos

  4. É mesmo isso tudo <3

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *