Liliam Fashion Week in London
  • 20 March 2015

  • 09.00 - 16.00 (Monday Free)

  • 21 King Street, Melbourne Victoria 3000 Australia See in Map

  • Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Vestibulum id ligula porta felis euismod semper. Duis mollis, est non co.

  • Read More

Gengivite Gravídica, por Pedro Coelho

Novembro 18
No comments yet

Certamente já ouviram falar desta situação clínica, que se caracteriza pela presença de inflamação gengival acentuada durante o período de gravidez.

Na verdade, qualquer pessoa está sujeita ao aparecimento deste tipo de inflamação, contudo, decidi dedicar esta crónica às futuras mamãs pois esta é uma situação muito comum, que suscita muitas dúvidas e até receios.
A gravidez é um período especial, marcante e vivido por cada mulher de forma diferente. São muitas as coisas em que pensar, muitas as alterações a ocorrerem em simultâneo e de forma rápida e este é um problema que quando não causa dor, ataca de forma silenciosa por isso alerto e insisto muito na questão da prevenção! São de extrema importância as visitas regulares ao médico dentista até mesmo antes de pensar em engravidar.

As alterações hormonais que ocorrem durante o tempo de gestação predispõem a uma fragilidade gengival aumentada, que aliada à presença de placa bacteriana, facilmente conduz a uma situação de inflamação gengival. Muitas das minhas pacientes grávidas referem que ao escovarem os dentes, sentem enjoos provocados pela escova dentária ou até mesmo pela pasta dentífrica, o que faz com que tenham atitudes defensivas na hora de efetuar a sua higiene oral diária. Este comportamento conduz rapidamente a hábitos de higiene deficitários que aumentam a acumulação de placa bacteriana e tártaro, contribuindo para o surgimento de gengivite e cáries.

Os sintomas apresentados, na maioria dos casos passam pela vermelhidão das gengivas, dor e em grande parte dos casos, sangramento gengival acentuado, principalmente durante a escovagem dentária.

O agravamento desta situação pode ter repercussões negativas no desenvolvimento do feto e até levar a partos prematuros. É por isso muito importante o correto diagnóstico e tratamento e precoce.

O tratamento passa, no primeiro plano de acção, por uma limpeza profunda da cavidade oral que só pode ser realizada pelo Dentista ou Higienista Oral (sim, pode-se recorrer à consulta dentária durante a gravidez sem qualquer problema). A partir daí os sintomas de inflamação geralmente melhoram, mas as consultas de controlo devem manter-se.

Lembre-se que a saúde do seu bebé passa pela manutenção da sua própria saúde!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *