A Família que eu escolhi e que me escolheu, por Tristana Esteves Cardoso

Março 1
No comments yet

O Conceito de família não foi criado apenas para denominar laços de sangue. Acredito que todos nós ao crescermos temos a sorte de criar pequenos grupos de famílias, a par da nossa que criamos com os nossos filhos, ou anteriormente a essa aquela que tivemos a sorte de nascer.

Criamos e conhecemos pessoas que consideramos pela convivência, pela intimidade, pela partilha uma também família, esta sim acolhida e escolhida por nós numa reciprocidade muito pura e bonita. Graças à vida, tenho bastantes “famílias” que me acolheram e eu a elas, em que o tempo passa apenas fora delas, porque aconteça o que acontecer, estamos lá sempre.

Uma delas é a Playstation, sim! A Playstation! As meninas também jogam, e na verdade eu antes de ter filhos era uma adita positiva. Fazíamos campeonatos, passávamos horas a jogar com os nossos amigos. Agora depois de ser mãe do António, cedi-lhe o trono, cedi-lhe em conjunto, pois partilhamos a playstation, claro que lhe concedo mais tempo, porque infelizmente já não tenho o tempo de passar as horas que passava a jogar.

Sabem o que é bonito? É que neste percurso da Playstation e dos campeonatos conhecia as pessoas que estavam por detrás da marca, nomeadamente uma que quase imediatamente ficou minha amiga, a Sandra Páscoa, uma mulher extraordinária também mãe agora, que com o maior carinho do mundo, quando fui mãe do António, o acolheu também a ele, nesta tão bonita família.

O António quando joga playstation, joga porque gosta, mas não a troca por mais nenhuma marca, pois também ele já percebeu que é mais do que uma consola de jogos, é para ele também família. Implica para além da sua qualidade inigualável, um compromisso familiar, um compromisso de coração. Nunca me pediu mais nenhuma marca! Diz sempre aos amigos que a Playstation é a melhor do mundo porque sempre lhe desejaram feliz natal, ou feliz aniversário.

Este ano, o aniversário do António teve um sabor especial, primeiro porque o seu dia de aniversário calhou na própria terça feira de carnaval, e depois porque o Miguel Cunha ( a personalização da Playstation em conjunto com a Sandra Páscoa e a Mariana) lhe ligaram mesmo no quase feriado para lhe desejarem os parabéns.

O sorriso dele não coube na sua cara linda e sentiu-se mais uma vez amado por uma “marca” que para ele, mesmo ainda pequeno, lhe sabe a família e o faz sentir especial.

Obrigada Sandra por tudo ao longo destes anos, obrigada Miguel por me ligares no dia de anos dele e moveres mundos e fundos para que a surpresa acontecesse, obrigada Mariana por todo o carinho, mas principalmente por nos tratarem sempre como família, isso não tem valor!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *