Assédio no trabalho, a culpa é das mulheres!

Novembro 21
No comments yet

Olá, olá! Assédio no trabalho, a culpa é das mulheres! Como é óbvio esta não é a minha opinião, mas infelizmente li alguns comentários deste género numa das noticias que têm aparecido nas últimas semanas sobre o assédio sexual no trabalho. “Vão trabalhar com mini saias e grandes decotes e depois dizem que são assediadas. Isso é o que elas querem!” as frases eram sempre algo deste género. Sinceramente para além de me meter nojo, não entendo como ainda existem homens com este tipo de discurso. Quem pensa assim é exatamente a mesma pessoa que faz o assédio, pois acha que tem esse direito pela forma como a mulher se apresenta. E na minha opinião está na mesma linha de pensamento de um violador, que acha que tem esse direito porque a mulher está vestida de forma mais sensual.

Nas últimas semanas, foram várias as celebridades internacionais da área de cinema e da moda, que vieram a público contar a sua história, apresentaram queixa e revoltaram-se contra algumas situações de abusos e assedio sexual que viveram, como foi exemplo o caso da nossa querida Sara Sampaio.

Acho extremamente importante as figuras públicas, que muitas vezes são exemplos para os mais novos, darem a cara por este tipo de situações. É verdade que precisam de se expor com historias dolorosas mas este gesto ajuda para que todas as mulheres se lembrem que não podem admitir este tipo de situações. Seja no trabalho ou noutro local qualquer é importantíssimo denunciarmos quem o faz, não podemos ficar caladas! Fazermos queixa e pormos as histórias a público é a melhor forma de conseguirmos lutar contra estes abusos e contra quem se acha no direito de ser nojento e desrespeitar uma mulher, só porque lhe apetece!

Segundo a wikipedia esta é a definição de assedio sexual – “Assédio sexual, em sentido amplo, é toda forma de avanço sexual não consensual. Em sentido estrito, é um tipo de coerção de caráter sexual praticada geralmente por uma pessoa em posição hierárquica superior em relação a um subordinado (embora o contrário também possa acontecer), normalmente em local de trabalho ou ambiente acadêmico. O assédio sexual caracteriza-se por alguma ameaça, insinuação de ameaça ou hostilidade contra o subordinado visando a algum objetivo.
Em Portugal, o artigo 29º do Código do Trabalho assim define assédio:
1 – Entende-se por assédio o comportamento indesejado, nomeadamente o baseado em factor de discriminação, praticado aquando do acesso ao emprego ou no próprio emprego, trabalho ou formação profissional, com o objectivo ou o efeito de perturbar ou constranger a pessoa, afectar a sua dignidade, ou de lhe criar um ambiente intimidativo, hostil, degradante, humilhante ou desestabilizador.
2 – Constitui assédio sexual o comportamento indesejado de carácter sexual, sob forma verbal, não verbal ou física, com o objectivo ou o efeito referido no número anterior.”

E quantas de nós já fomos assediadas no emprego, seja com olhares ou bocas despropositada?! Infelizmente, acredito que a maioria das mulheres já sentiu isso na pele. E estes exemplos que temos assistido só nos dão força para percebermos que não acontece só connosco e que não devemos ficar caladas.

Por isso meninas, não se calem, denunciem, nunca achem que a culpa é vossa! Este tipo de homem não merece respeito de mulher alguma!

Beijinhos,
Mónica

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *