Casados há mais de 50 anos

Maio 25
2 Comments

Casados há mais de 50 anos

Olá, olá! Quem me dera poder lá chegar. Sou casada há mais de dez anos e sei o quão complicado pode ser, gerir uma relação durante tanto tempo, dias a fio, atravessando os bons e os maus momentos de cada um. O Casamento é um conceito que todos deveríamos admirar. Quando duas pessoas se amam o suficiente para assumirem tamanha cumplicidade, deveria ser, invariavelmente, de louvar. No entanto, é raro o mês em que não oiço alguém dizer que prefere não casar. Normalmente são pessoas que vão mais longe e apregoam defeitos a todas as outras que optam por essa escolha. “Dizer que vou amar alguém para o resto da vida?! Isso é uma total hipocrisia, ninguém consegue tal proeza“, dizem algumas. “Prefiro viver o dia de hoje, enquanto correr bem vou namorando, se correr mal é simples, vai cada um para seu lado” discursam outros. Eu não penso assim (dentro dos limites do bom senso). Imagino que hajam pessoas com enormes dificuldades em encontrar a pessoa certa, é verdade. Mas se por acaso encontramos o homem da nossa vida, porque não juntar forças para sempre! Não podemos andar a saltar de relação em relação, isso acaba por ser superficial. Um amor profundo entre duas pessoas, tem de ser vivido e revivido durante o máximo de tempo possível. As relações vão-se aperfeiçoando e passam por diferentes fases. O próprio amadurecimento de cada uma de nós, vai gerando conflitos internos e, como não poderia deixar de ser, com a pessoa com quem mais nos relacionamos. Os momentos que a vida nos proporciona têm outro sabor quando são vividos em comunhão com quem amamos. Por outro lado, todas nós precisamos de ajudar e de ser ajudadas, de amar e de ser amadas, de sentir que somos, para o nosso aliado, a pessoa mais importante do mundo.

Nem todas somos iguais e tento sempre respeitar a diferença. Mas se estiverem abertas a uma conselho meu, experimentem apostar numa relação que dure toda a vida. Comecem por tentar ter calma. Não desistam às primeiras contrariedades. Sejam verdadeiras e exijam o mesmo, havendo amor não há nada que não se resolva. Hoje em dia, estamos na era do usa e deita fora. A rapidez com que circula a informação veio descaracterizar o nosso conceito de estabilidade. É por isso que fico sensível sempre que vejo relações tão resistentes. 50 anos de casamento é o exemplo que muitas de nós precisamos para continuar a acreditar. Vale a pena! Vale muito a pena continuar a apostar numa partilha verdadeira entre duas pessoas que se conhecem como ninguém. A entrega só pode ser real, se for total. Daí eu achar que ter dois ou três namorados por ano, não pode ser solução para ninguém. Fica-se a perder muito. Para que dois seres humanos se conheçam, são precisos problemas e muita discussão, não chegam as coisas boas. Não existe nenhuma relação saudável sem que duas pessoas choquem. Caso contrário, uma delas estará a ser submissa ou não estará a ser verdadeira. Todos os feitios são diferentes e para que se acertem agulhas tudo tem de ser conversado. Quem está casada, sabe bem sobre aquilo que escrevo. O ponto de equilíbrio está em procura constante por parte dos casais, sustentado pelo amor. Amor. Essa palavra cada vez menos escrita, cada vez menos Conhecida.

Vejam, enfim, estes fortes exemplos de amor profundo. Ano após ano, encontro após desencontro, cada um destes casais continuou junto sem qualquer arrependimento. Não trocariam a sua união por nada desta vida. Dá que pensar, não dá?

awebic-casais-50-anos-1

 Depois de ler este artigo, se quiser rir um bocadinho, leia:

UM NOIVO SEM NOÇÃO

awebic-casais-50-anos-3

awebic-casais-50-anos-5

awebic-casais-50-anos-6

awebic-casais-50-anos-7

casais 50 anos

casais 50 anos1d

 

awebic-casais-50-anos-8

Estas fotografias foram realizadas pela Lauren Fleishman e contam várias histórias cheias de ternura, compiladas mais tarde no livro “Love Ever After”. Vale a pena explorarem estes verdadeiros testemunhos de amor.

“Depois da morte do meu avô, encontrei uma serie de cartas de amor escritas por ele à minha avó, num livro que guardava ao lado de sua cama. Eles estiveram casados por mais de 50 anos.” Pode ler-se no site da Lauren Fleishman (a tradução é minha).

Beijinhos, até já

Mónica

Fonte aqui e aqui

LEIAM TAMBÉM ESTES ARTIGOS:

4 PASSOS PARA UMA BOA RELAÇÃO!

O pedido de casamento do século

6 SINAIS DE PERIGO NUMA RELAÇÃO

VESTIDA PARA CASAR

  1. É possível fazer isso tudo…mas em vez de casar viver juntos! Há muita gente que não acha piada à cerimonia e essa sou. “Ah mas podes só ir ao registo e tá feito?!” Mas isso não vou fazer só porque tenho que estar casada, porque a sociedade criou essa “necessidade e obrigação” e quem não o for é mal visto! Posso mudar de opiniões? Posso, quem sabe?! Mas para já não!
    Conheço alguns casais que vivem juntos e têm filhos e só sei que não são casados porque não têm um anel no dedo.
    Eu estou junta e não me caso por opção e não porque ache que não o vou amar a vida toda. Lutamos todos os dias pela nossa relação, há altos e baixos, mas é com esta pessoa que pretendo passar o resto dos dias. Não é pelo facto de ser mais fácil ir embora se a relação não vingar, porque daqui a uns anos teremos filhos e se não funcionar não será assim tão fácil bater a porta, tal como se fosse casada. Vemo-nos como um casal (aka casados) mais do que namorados.
    Sinceramente, se as pessoas se respeitam e se querem passar o resto dos seus dias juntos estarem casados ou não não acho relevante! A minha irmã casou-se há um ano e viveu junta 2 anos…diferenças? nenhumas! Mesma casa, mesmas coisas, mesmo companheiro agora marido (lol)…tudo igual! Casou-se quase por imposição.
    Não se pode generalizar. Como há quem se junte a pensar que no dia seguinte pode ir embora, também há quem case e passado um mês se divorcie.

    beijinhos,
    viagemdoceviagem.blogspot.com | Facebook

  2. mm

    Fevereiro 24

    Que abordagens tão superficiais, sobre um assunto tão complicado.
    Casar é mais do que a união de duas pessoas que se amam e que querem viver juntos para o resto da vida.
    Casar, ao longo da história, tem sido tudo menos a tal união por amor.
    Casar é um status social, as pessoas casam porque: todos o fazem e eu também vou fazer, chegou a hora de casar, quando é que casas? Vais ficar para tia? Aquele, aquela seria tão bom para ti. A minha amiga amigo já namoram e vão casar, que emprego bom que aquele aquela tem, é filho de gente rica, que vida boa terias, ter filhos sem casar? Aquele é influente, tem muito dinheiro, tem uma boa casa. A minha namorada deixou-me, vou casar para lhe fazer ciumes, agora estou casado, separar-me? e que fica com a casa? os filhos? que chatice ter que fazer o comer, estou tão bem tenho quem me lave a roupa. Separar-me? Ele ganha tão bem, posso comprar tudo o que me apetece…………….

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *