Como saber se está numa relação potencialmente abusiva

Fevereiro 12
No comments yet

Olá, olá! Como saber se está numa relação potencialmente abusiva? Se têm lido as notícias lembram-se com certeza dos novos dados sobre a violência doméstica nas relações. Tenho andado a pensar muito nisto e deixa-me triste saber que há uma grande percentagem de jovens que não vê problema em forçar relações sexuais ou ser abusivo verbal e fisicamente.

Nos dias de hoje como é possível que alguém, principalmente as gerações mais novas e que achamos estarem mais informadas, aceitarem comportamentos abusivos?

Numa relação existem vários tipos de violência e de pressão. Desde a violação à manipulação psicológica, é um espectro muito largo e ambas são igualmente graves. Uma relação devia ter uma base de amor e respeito! Tentar induzir a pessoa que supostamente amamos a fazer algo só para ter controlo sobre ela é profundamente errado e é preciso combater essa realidade.

 

Nas minhas pesquisas descobri artigos sobre como identificar sinais de que se está numa relação potencialmente abusiva. Gostava de partilhar convosco alguns. Nunca é demais ter algum tipo de atenção, não é?

  1. Quando discutem os conflitos nunca são resolvidos: quando há alguma problema o dialogo é insuficiente e acaba sempre as conversas a sentir-se demasiado sensível ou a “má da fita” porque o seu parceiro a convenceu que está tudo bem e você está a exagerar.
  2. Tentam controlar vários aspectos da sua vida: esta forma de manipulação é muitas vezes subtil e pode começar com frases como “Vais mesmo usar essa saia?” ou “Essa tua amiga não é muito boa companhia”. Através de pequenos comentários o parceiro começa a fazê-la duvidar da sua capacidade de pensar pela própria cabeça e assim ganham ainda mais controlo.
  3. São fisicamente ameaçadores: a violência física pode começar por “pequenas” coisas como empurrá-la ou encostar-se muito a si quando estão a discutir, agarrá-la por um braço para a impedir de sair da sala, etc.
  4. Fazem-na questionar a sua sanidade mental: muitas vezes dizem que aquilo de que você está a falar não aconteceu, quando discutem dizem que se comporta como uma louca. Isto serve para a fazer sentir cada vez mais dependente do seu parceiro e, em última análise, para que não tome a decisão de o abandonar.
  5. Não confiam em si e fazem-na sentir mal por ser independente: querem saber as suas passwords das redes sociais, ligam-lhe constantemente para saber onde está, etc. Isto é mais uma tática de controlo.

É muito importante saber reconhecer os sinais de uma relação abusiva! Se julgar que algumas destas coisas são verdade, não duvide do seu instinto e tente perceber a pessoa com quem está. Devemos fazer os possíveis para acabar com este problema e evitar o sofrimento de mais pessoas!

Beijinhos,

Mónica

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *