Cristiano Ronaldo ou não, dois mil euros por hora é Imoral

Setembro 16
8 Comments

Cristiano Ronaldo ou não, dois mil euros por hora é Imoral. Hoje fiquei chocada quando me descreveram o novo ordenado do jogador Cristiano Ronaldo. Pelo que me disseram corresponde a dois mil euros por hora. Vou repetir…Dois mil euros por hora! Não acham imoral? 20 milhões de euros por ano só para jogar futebol…

cristiano ronaldo

Não quero tirar mérito ao grande Cristiano Ronaldo. Acho mesmo que não há portuguesa que não seja sua fã. No entanto, tenho de reconhecer a imoralidade que consiste em haver alguns trabalhadores a passar fome e outros a receberem chuvas de dinheiro. Percebo que esta falta de equidade seja uma constante em todos os países do mundo. (até nos comunistas!) Mas não posso aceitar que continuemos a assistir a estas faltas de noção, sem nada dizer.

O factor que mais me arrepia consiste na profissão do rapaz versus tamanha remuneração. Não estamos a falar de um médico que salva vidas, de um professor que instrui gerações ou de um bombeiro considerado herói nacional. Não! Estamos a falar de alguém que dá chutos numa bola de futebol. Mesmo que o considerem o melhor do mundo, é apenas um desportista. Ganha a vida a fazer desporto, a entreter o público.

E agora pergunto-vos se a nossa sociedade continuaria saudável sem médicos, sem professores ou bombeiros? A resposta, imagino-a unânime, é também um gigante NÃO. Nós precisamos de bons professores, de bons enfermeiros, de bons médicos, de agricultores dedicados, de bombeiros corajosos, de cientistas sábios, terapeutas competentes, de informáticos curiosos, de empreendedores com iniciativa, entre tantos outros… Se estas profissões são mais importantes para todos nós, as remunerações deveriam ser delineadas em proporção a essa importância. Certo?

Um futebolista não salva vidas, não nos põe comida na mesa, não defende a nossa segurança nem contribui para melhorar a nossa sociedade. Quero com isto dizer que os seus ganhos deveriam estar abaixo dos de um professor, por exemplo. Isto sim, é lógico para mim. Serei a única a pensar assim?

O Cristiano Ronaldo é um orgulho para todos nós. É mais um português a vencer no estrangeiro, mais um português a elevar o nosso nome além fronteiras. Concordo com todas estas premissas mas discordo que mereça um décimo destes dois mil euros por mês.

Também temos designers, cientistas, estudantes de matemática, escritores, portugueses de gema, a dar cartas no estrangeiro. Muitos com reconhecimento mundial mas sempre sem remuneração à altura. Será que deveriam ter ido para futebolistas?

Acrescento ainda que os profissionais que cá estão em Portugal merecem tanto ou mais reconhecimento (com remuneração proporcional) que muitos dos que daqui saíram.  São os que cá estão que mais dificuldades enfrentam e assim sendo deveriam receber melhor.

Um futebolista ganha dois mil euros por hora e um bombeiro ganha oitocentos por mês? Está tudo doido ou sou só eu?

Bombeiros

Beijinhos a todas,

Desculpem o desabafo,

Mónica

  1. Carminho

    Setembro 16

    Nao é so a Monica a pensar assim… mas infelizmente nao ouvira muitas criticas da boca do povo!!! é assim em todo o mundo!!!

  2. blume

    Setembro 16

    Não se justifica, ganhar tanto €€ para jogar futebol… não digo que os melhores não ganhassem bem, mas daí a ganhar 40 mil euros por dia é um abuso.

  3. E olhe que há portuguesas que nao sao fãs, euzinha por exemplo, continuo a não encontrar a dita graça que todos encontram no senhor. Confesso que o que a revolta neste post sempre foi o elemento chave da minha falta de interesse no CR, a mais valia que traz para a sociedade tendo em conta o que ganha.

  4. Asdrubal

    Setembro 19

    Imoral porquê? Já começou a pelintrice do costume? Se lhe pagassem 2000 euros por semana para manter este blog, o que faria? Dizia que não queria e partilhava o seu dinheiro com os bombeiros, os professores, os médicos e demais? Olhe, antes de criticar o Ronaldo (do qual nem sequer sou fã), comece por criticar os 73 assessores do Governo nomeados esta semana, que vão ganhar em média 4000 euros/mês. Se calhar, todos juntos, ganham mais que o Ronaldo e olhe que muitos se calhar também só servem para entreter. Acho infeliz o seu post, pois revela mesquinhez e espírito de pequenez. Mas o português é assim, só sabe queixar-se. Já agora, o que faz com as receitas deste blog? Dá aos bombeiros? Devia… 😉

  5. Maria

    Setembro 19

    Concordo que é um exagero e, acima de tudo, concordo que a remuneração de outras profissões deveria ser muito mais elevada. De qualquer forma, o ordenado do CR é proporcional ao €€ que o clube onde joga ganha com ele.. e, no 1º contrato, pagaram o ordenado do CR só com a venda de camisolas…

  6. Carminho

    Setembro 24

    Para ja, nao sao 2000€ por semana mas sim por hora … Toda a gente sabe que o meio futebolistico é duvidoso em todo o lado!!! Aqui quem lhe paga é que sera o “imoral”! Ja estava a estranhar que nao metessem os politicos nas respostas ao artigo. Foi sempre assim… no futebol nao se toca!!!

  7. ines

    Outubro 18

    Ser SO um desportista é bastante redutor ! para alem das inquestionáveis qualidades a forma Profissional com que encara a seu trabalho o que não é visto em muitos médicos professores …. é também um modelo e a inspiração de muitos jovens e talvez ate a razão pq alguns deles não seguem caminhos incorrectos! Tem o mérito que tem pois trabalha para isso e da a ganhar mto mais que isso a quem lhe paga ao contrario de mtos profissionais que só dão despesa as entidades que lhe pagam. Tem ensinado mto, salvo ate algumas vidas pois ajuda bastante apesar de não ser sempre noticiado e poe comida na mesa .. na mesa da casa dele! Tomara mto medico professor deputado ou canalizador encarar o seu trabalho da forma como o Cristiano o faz… não estaríamos como estamos certamente! O mal não é ele ganhar mto é os outros ganharem pouco!

    • Mónica

      Outubro 18

      Inês,
      O mal não está no ele ganhar. Está nos que pagam semelhantes fortunas a uma só pessoa. Há muita gente a passar fome enquanto trabalham de forma dedicada e exemplar.
      Obrigado,
      Até breve,
      Mónica

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *