Há coisas que me fazem muita confusão!

Fevereiro 3
No comments yet

Olá, olá! Há coisas que me fazem muita confusão e hoje de manhã quando bebi café assisti a mais uma cena típica de algumas grandes cidades. Digo das grandes cidades, pois sempre que vou para ambientes menos urbanos reconheço uma enorme simpatia genuína, independentemente da formação, educação e condição social.

Longe de mim pensar que só há pessoas mal formadas nas grandes cidades, contra mim falaria, mas infelizmente acredito que poderão haver muitas mais pessoas com atitudes que vos vou descrever, do que aquelas que têm posturas educadas e adequadas à sociedade em que vivemos.

De manhã, pela fresca, com as minhas duas mãos a segurar uma chávena de café (a tentar aquecê-las), oiço um senhor a entrar e a “ordenar” – “um café!”. A senhora que o atendeu cumprimentou-o desejando-lhe um bom dia e lá o serviu. Depois não teve direito nem a um obrigado, nem à resposta ao seu “bom dia”, muito menos a um sorriso. O homem limitou-se a exigir, consumiu, deixou o dinheiro no balcão e foi embora.

Enquanto isto acontecia, estavam outras pessoas no balcão, umas ao telemóvel, outras a falar entre elas. Reparei que uma das mulheres agradeceu depois de pagar, mas já a tinha visto entrar e quando começou a pedir a sua sande, nem um por favor, nem nada que se parecesse.

Resumindo, sempre que reparo nestas coisas não consigo deixar de ficar chocada e chega mesmo a apetecer-me dizer algo a este gente. Então está uma pessoa a trabalhar de sol a sol, de farda (naquele café usa-se uma farda), a servir todos os que aparecem sempre com uma gigante simpatia e o máximo de cuidados e é tratada desta forma pelos clientes?! Fico mesmo chateada com estas situações. Se as minhas filhas estivessem presentes, voltaria a explicar-lhes (não me canso de lhes dizer) a importância do respeito que se deve ter por todos, com especial atenção por quem nos ajuda ou nos serve.

Nestas situações, acham que as pessoas (mesmo desconhecidas e adultas) deveriam ser corrigidas por terceiros? (eu não sei se teria a lata necessária mas um dia arrisco… 🙂 e vocês, seriam capazes? Ou nem concordam com este tipo de intervenções? Será que vale a pena?

Há uma esplanada no Estoril que tem uma sinalética que adorei (do género da que está em destaque). O preçário do café varia conforme a simpatia/educação do cliente.

Café – Com bom dia/ boa tarde, sorriso, s.f.f. e obrigado: 0,50€

Café – Sem simpatia: 1,20€

Gira a ideia não acham? Pelo menos ajuda a educar esta gente que acha que o mundo existe para os servir.

Beijinhos, até já,

Mónica

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *