Há fotografias dos nossos filhos que não podem estar na internet

Setembro 8
249 Comments

Olá, olá! Há fotografias dos nossos filhos que não podem estar na internet. Não podem ou não devem, dependendo da vossa opinião sobre o nível de segurança a que devem sujeitar a exposição das fotografias dos vossos rebentos. Continuo a ver mães a exporem fotografias dos filhos com a roupa da escola, no banho, à porta de casa, …, entre muitas outras que quebram totalmente as regras do bom senso, tendo em conta os perigos que hoje se apresentam.

Julgo que já devem saber sobre os perigos de fotografar as vossas crianças com dispositivos móveis (importante LER AQUI) mas ainda não vos tinha escrito sobre as precauções que devemos ter ao partilhar fotos na net.

Apresento-vos hoje meia dúzia de cuidados a ter ao partilhar fotografias de crianças, que encontrei noutro blogue e me pareceram bastante pertinentes:

1 – Fotografias de bebés só de fralda, nus ou a tomar banho.

Muitas vezes estes retratos são raptados por verdadeiros pedófilos e colocados a circular em várias redes criminosas. Lembre-se que pode acontecer com qualquer uma de nós e já se descobriram inúmeros episódios destes em Portugal.

2 – Fotografias de crianças com a farda do colégio.

Já cometi esse erro, aqui me confesso. Neste caso foi no Facebook e já lá fui apagar. Através da farda facilmente se identifica a escola e por vezes até o ano que frequentam. Se um criminoso tiver acesso ao nome dos pais, da criança e da escola… o resultado pode não ser positivo. É só uma questão de não nos “pormos a jeito”.

3 – Fotografias com pistas sobre a morada da criança

Sempre que fotografem os vossos filhotes perto de casa, tenham o cuidado de não captar prédios, nomes de lojas ou montras que possam denunciar o sitio onde mora. Pelo menos nas fotografias que tenciona partilhar na web.

4 – As fotografias que os nossos filhos não quererão ver divulgadas quando forem mais crescidos.

Todas sabemos que o bulling está na ordem do dia e sempre que partilharmos alguma gracinha dos nossos filhotes, devemos ter em conta que eles poderão não achar graça alguns anos mais tarde. Ou pior, poderão outros tentar aproveitar-se dessa exposição exagerada.

5 – Fotografias de crianças sem que os pais tenham autorizado.

Imaginem que uma “amiga” de uma amiga resolve partilhar a fotografia do vosso filhote numa daquelas páginas com um número gigante de fãs. A proliferação da dessa foto pode vir a ser quase infinita. É impossível poder depois controlar ou contactar as pessoas que tiveram acesso a ela. É quase como publicar uma fotografia de uma criança num jornal de grande tiragem, sem pedir permissão aos encarregados de educação. Digo é quase pois é pior. Uma fotografia na internet pode chegar mais longe que qualquer capa de jornal em papel.

nossos-filhos-crianca

 

6 – Fotografias com identificações de GPS.

Muitos dos telemóveis com GPS, se não desligarmos essa função, tornam publico, no vosso Facebook ou Instagram, o local de onde vocês estão a partilhar as fotografias. Já pensou que um ladrão ou um raptor poderá ter acesso aos seus passos ou antecipar o horário das suas deslocações?

Entretanto, nas minhas pesquisas descobri no Diário Digital, que a Polícia Judiciária recebeu em média, em 2012, seis participações por dia de crianças e jovens desaparecidos em Portugal. (não encontrei dados de 2013 ou 2014)

Para terminar, pergunto a todas as que se dizem mães responsáveis, se vão continuar a alimentar os vossos Facebooks, Blogues, Instagrams e afins, com fotografias em condições apetecíveis a qualquer pedófilo ou raptor mal intencionado?

Quem sou eu para criticar seja quem for, aliás fiz questão de admitir que algumas vezes, sem pensar, cometi várias destas imprudências. Mas, na minha opinião, depois de termos acesso a este “lembrete”, deveríamos minimizar todo e qualquer risco desagradável, principalmente quando se trata das  fotografias dos nossos filhos. Não acham?

Até já

Beijinhos,

Mónica

FONTE crédito foto

NOTA – LEIA TAMBÉM UM DESTES POSTS:  

Deviam existir regras para as visitas na maternidade

O dia-a-dia de uma mulher moderna

As 7 coisas que todas as futuras mães deviam saber

Bater (ou não) nas crianças

4 PASSOS PARA UMA BOA RELAÇÃO!

6 SINAIS DE PERIGO NUMA RELAÇÃO

Alerta para o perigo de localização de fotografias

Mãe salvou três crianças de morrer num penhasco e nem imaginam como!

  1. Sara Mantero

    Fevereiro 28

    Bom dia, eu tenho blogue e partilho fotografias dos meus dois filhos há mais de dois anos sem nunca ter tido qualquer problema. Acho uma exagero todas estas precauções. Se não fizermos mal a ninguém o mais provavelmente e não nos fazerem mal a nós. Acho que devemos começar por aí. Vou continuar a partilhar as fotografias que achar bem sem ter esses cuidados todos. Acho um exagero sinceramente.

    • Sandra Ricardo

      Fevereiro 28

      Acho muito bem que faça o que bem lhe apetecer, se desejar continuar a publicar as fotos dos seus filhos ao desbarato faça, agora não critique quem se preocupa com um assunto bastante sério e que passa despercebido aos olhos de muitos até que o azar lhe bata à porta e se tornem um Rui Pedro da actualidade. Eu pessoalmente sempre tive muito cuidado com as fotos e as informações que publico e a partir de agora irei ter mais cuidado ainda. Não leve isto como uma critica mas sim uma chamada de atenção às criticas que fazemos porque cada um tem o direito de pensar como quer tal como você ……

      • Helena

        Fevereiro 28

        É importante estarnos cientes dos perigos que a internet (quer seja no facebook ou noutra rede social) tem. Cada um é livre de escolher aquilo que quer fazer ou deixar de fazer depois de estar informado, sem ter o dedo acusador de quem não concorda com as nossas opções. Pessoalmente não dou grande relevancia a isso. Como tudo na vida não devemos exagerar. Nem encher o facebook de foto das nossas crianças nem não colocar nada. Porque sabe? há muita gente que não vive ao pé da familia e as redes sociais acabam por ser uma forma dos pais, avós, primos, amigos, etc acompanharem o crescimento dos filhos/netos/sobrinhos…
        Mas sim devemos pensar na foto que estamos a colocar ou deixar colocar. Muitas crianças com 6 anos já tem facebook…

        • MSP

          Fevereiro 28

          “há muita gente que não vive ao pé da familia e as redes sociais acabam por ser uma forma dos pais, avós, primos, amigos, etc acompanharem o crescimento dos filhos/netos/sobrinhos…” <- para isso existem as mensagens privadas e o e-mail

          "Muitas crianças com 6 anos já tem facebook" <- é ilegal

          • Ana

            Março 3

            Ilegal sim, mas se colocar uma data de nascimento falsa até um recém nascido pode ter Facebook. Ninguém vê se é verdadeira ou não, conheço crianças que têm e as idades não correspondem à realidade!!

          • sofia

            Março 20

            concordo mas essas fotos deviam ser privadas ou mesmo mudar as defeniçoes da vista ao publico para privado, pois nunca se sabe do dia de amanha. os predadores andam ha solta e as vezes estao na familia e ou visinhos e nao só. hoje em dia é tudo uma loucura brutal…as pessoas ja nao querem saber de privacidade para nada….dizem tudo o que estao a fazer nos postes do face em fotos ou palavras ,,, será que um dia isso vai mudar???

      • bg

        Março 2

        não consta que a mãe do rui pedro, coitada, andasse a publicar fotos do filho em blogues. Eu entendo a preocupaçao de mae mas é preciso bom senso e não se deixar cair em histerismos inuteis.

        • Pedro

          Março 3

          Pois é, bg, se conhecer bem a história saberá que na altura do Rui Pedro não havia quase Internet em Portugal quanto mais Blogs e Facebook. Se na altura foi possível raptar a criança sem ser necessário pesquisar por imagens, imagine hoje….

          O seguro morreu de velho, diziam os meus progenitores e antes deles, os meus avós…

      • Cristina

        Março 21

        Acho que nos dias que correm tudo é um exagero e de tudo se deve ter receio……no tempo do Rui Pedro não havia Facebook…quando desapareceu a Menina inglesa…não foi por causa da internet….acho que se deve ter cuidado…sim…é verdade…mas não cair no exagero de se ter medo de tudo….até porque hoje qualquer criança de 12 anos já tem Face ou algo no género……e a maior parte com o nome da escola onde andam…………e muita informação sobre eles próprios……enfim…nem sei que diga……….

      • beta

        Abril 16

        acho que devemos ter o maximo cuidado,nao acontece so aos outros ,mas temos que respirar fundo e fechar um pouco os olhos ,se nao ficamos

        malucas,a desgraca pode bater a porta de qualquer um ,por vezes ate raptam as criancas puxadas a forca nas nossas maos ,na rua ,porta da escola ,os amigos e familia que pensamos que sao de confiança,no face,professores,empregados ,colegios ,infatarios ,amas,etc,etc,agora o que fazemos as nossas criancinhas ?????’

      • Cátia

        Maio 4

        acaoncordo com tudo o que disse 🙂 é muito importante levar estes concelhos a serio porque a internet cada vez está mais perigosa

      • achau

        Maio 16

        O problema é q duvido q cada um tem o direito de pensar como quer quando o q está em causa é substituirmo-nos à vontade dos nossos filhos… Não saberemos o q eles pensarão sobre a sua privacidade quando tiverem uma vontade livre e esclarecida, independentemente das consequências.. Como tal, acho q o mais sensato e respeitador da personalidade das crianças é ter todas as precauções e deixar que sejam eles a decidir, no futuro q fotos suas publicarão…. e que grau de exposição quererão ter…

      • André

        Maio 17

        o perigo da internet é o mesmo fora da internet, os pedófilos sempre existiram mesmo quando você era pequenina. As pessoas pensam é que há mais agora mas é uma falácia.

      • Letícia

        Fevereiro 9

        Concordo plenamente!
        Infelizmente pessoas más intencionadas é o q mais tem por aí, é só ver nos jornais….sempre achamos q não vai acontecer nada de ruim com a gente até acontecer!
        Não critico qm publica foto dos filhos,mas eu particularmente não publico….gostei das dicas,é muito importante q se fale sobre o assunto pq não é só prevenção, é pra ensinar algumas pessoas q não se deve publicar fotos dos amiguinhos dos filhos sem autorização de seus pais.

      • O Rui Pedro não tinha facebook nem a família dele punha fotos dele.
        Quando os miúdos desaparecem 90% das vezes é alguém de perto. Só cobiçam o que veem todos os dias.
        Tenha cuidado é com quem anda ao seu redor.

      • tikinha

        Maio 22

        Concordo plenamente consigo Sandra Ricardo. O mal não acontece só aos outros e afinal de contas há tanta coisa para partilhar , podemos perfeitamente manter os nossos filhos resguardados do olhos maldosos que por aí há tanto , infelizmente.
        Já basta não os conseguirmos proteger de todos os males.
        Cumprimentos

    • João

      Fevereiro 28

      É isso mesmo, não faça mal a ninguém que ninguém lhe fará nada! É assim mesmo! Você nunca me fez mal nenhum, por isso nunca lhe farei mal. Já agora, qual é o seu acesso ao banco e a senha? Mas só por curiosidade, porque não farei mal algum… -.- Aproveito para dizer que os imigrantes de leste que foram presos por raptar crianças e vende-las para uma rede de trafico humano, só o fizeram, porque os pais das crianças lhes fizeram muito mal! Mas só por isso.

      • JOão

        Fevereiro 28

        Melhor explicado não poderia ter sido, já agora, se a Srº quiser partilhar o nº de conta e o pin também pode-me fornecer pois é só para provar que tb sou boa pessoa.

      • L.Marques

        Março 1

        Concordo plenamente com as opiniões em resposta á da sra Sara Mantero.Pessoalmente tambmbém sou contra a fotos de crianças no Face Bppk e afins.Para isso exite o e-mail.Todo o cuidado é pouco.Temos o dever de proteger os pequeninos.

      • luh

        Abril 11

        Certinho. Nao existe gente boa. So a misericordia de Deus faz com que o homem nao faca maldade ao proximo…

    • Maria

      Fevereiro 28

      Só desejo que NUNCA venha a lamentar pelas consequências desse seu raciocínio demasiado básico.

    • Paula

      Fevereiro 28

      Acha exagero , porque não tem noção , pouca gente aliás , quando algum mal acontece e sempre a mesma coisa, nunca estão há espera . Mais tino , sugiro lhe eu , uma pessoa responsável minimamente informada não diz tal coisa .

    • catarina

      Fevereiro 28

      Esse comentário foi de facto um dos mais parvos que já vi. “Se não fizermos mal a ninguém o mais provavelmente e não nos fazerem mal a nós.” Acha mesmo que as crianças raptadas fizeram mal a alguém? Realmente… Também não acho que partilhar fotos faça mal, mas realmente tem de ter cuidado e não falar de toda a vida dos seus filhos porque eles não têm de sofrer as consequências de um acto irreflectido dos pais.

      • mónica

        Março 3

        já algum tempo que que penso nesta matéria de expôr a nossa vida no facebook, e voltas que voltas que a cabeça e faz-se click, realmente, comecei a questionar-me o porquê de partilhar fotos do meu filho da minha intimidade com amigos virtuais e realmente conclui que não faz sentido nenhum.. a nossa cas, anossa intimidade não interessa a ninguém. e já agora acho desprovido de qualquer conteúdo proveitoso o comentário se não fizermos mal a ninguém o mais provavél é que não nos façam mal a nós!todos os dias crianças são raptadas fizeram mal a alguém, todos os dias crianças são abusadas fizeram mal alguém?

      • Renata

        Março 9

        Eu percebo o q esta pessoa quer dizer… O medo de certas coisas e o esforço desmesuráveis para fugir delas às vezes parece q as atraí. Sempre ouve raptos e pedófilia e neste momento é tão fácil localizar uma criança para a raptar como também para a encontrar em caso de rapto.

      • luh

        Abril 11

        Esse comentario foi no minimo o de um pessoa mto mto ingenua! O mal esta por toda parte e nao escolhe suas vitimas !!

    • Sara Mantero

      Fevereiro 28

      Ainda bem que só acontece aos outros e não a mim

      • Tatiana

        Fevereiro 28

        Mentalidade mais estúpida, ate uma criança de dois anos tem mais mentalidade…. Ainda bem que só acontece aos outros? estúpida de mulher… Deus queira que não se arrependa da merda que diz… só peço a Deus para que nunca se arrependa.
        Felicidades.

        • Pedro

          Março 1

          Tatiana, não conseguiu perceber que foi em “tom” irónico o que a Sara Monteiro disse?! E como tal, ataca logo a rapariga, sem tento na língua… tipicamente português… Felicidades também para si…

          • sofia

            Março 20

            Na escola aprendemos todos o mesmo portugues em forma directa e nao em forma indirecta. snr pedro está a ser ironico ao realçar a frase da snr sara. Em portugues modo direto quem nao sabe o que diz mais vale estar calado e se é para ser ironico seja a sara ou quem for que seja mais ESPECIFICA NAS PALAVRAS IRONICAS

      • vanda

        Fevereiro 28

        Cara srª sabe que por vezes nós acabamos por ser os outros…

      • sofia

        Março 1

        ainda bem k so acontece aos outros,ai o karma,pode ser k lhe aconteca a si oh sua otariazinha,devia ser amarrada a um poste a arder,k odio k fikei dessa resposta,é graças a cabras como vc k tamos como tamos,otaria de merda!!!Sara Mantero vai á merda,nao desejo k aconteça nada as suas crianças mas k devia um bloco de gelo lhe cair em cima da cabeça ai isso devia e k partisse logo!

      • Lourenco

        Março 1

        Lamento sinceramente que os seus filhos a tenham como mãe. Se é esse o tipo de educação que lhes quer passar, uma educação onde eles não aprendam a preocuparem-se com outros seres humanos então deixe que lhe diga que irá ser uma péssima mãe!!!!!!!!!!!!!!

      • Nair

        Março 2

        Esta Sara Mantero só pode ser uma personagem fictícia…é impossível que exista uma criatura tão acéfala neste Mundo -.-

      • Poliana

        Abril 13

        E sim concordo plenamente, que todo o cuidado é pouco quando se trata da intimidade dos nossos pequenos, são dicas valiosas que porei em prática já… Infelizmente o mal existe e pessoas como Sara Mantero tem aos montes por aí! Vamos proteger nossas crianças desses monstros!!!

    • paulo

      Fevereiro 28

      não me parece e outra coisa eles não são de maior de idade para poder estar no facebook ou noutro serviço online

    • Ana Lopes

      Fevereiro 28

      Acho que domonstra uma irresponsabilidade e enorme falta de respeito pela privacidade dos seus filhos . As coisas não acontecem só aos outros e ás vezes quando menos se espera! Boa sorte

    • Jose

      Fevereiro 28

      este comentario é o mais absurdo que ja li ! “Se não fizermos mal a ninguém o mais provavelmente e não nos fazerem mal a nós.” looooooooool entao que culpa têm as crianças raptadas em redes de trafico humano??

    • até agora não teve nenhum problema…ainda bem!!!

      é que os exageros só acontecem aos outros não é?

    • alexandra

      Março 1

      eu n acho que seja exagero. há sacanas q levam anos a manipular um crime, e n e ser exagerada. a prevenção passa por nos. francamente n podemos achar se n fizermos mal a ninguém, pq muita gente n faz e ve os filhos desaparecidos ou abusados. o q custa proteger?pq escarrapachar cada peido dos miúdos? acho este artigo excelente.

    • Ines

      Março 1

      Cara Sara,
      Também eu partilho fotografias do meu filho, o orgulho também ca existe como mãe, mas sempre consciente que ele nunca se poderá ser maior que a vontade de o manter seguro.
      “Se não fizermos mal a ninguém o mais provavelmente e não nos fazerem mal a nós”nao se convença disso. O mal nao espera o mal para ser feito. Por essa logica, crianças e familias vitimas de pedofilia estariam a ser ‘castigadas’ por terem feito mal a alguem. Acha mesmo que isto faz algum sentido?
      Talvez o unico erro foi mesmo terem descurado a sua segurança, para nao falar que por vezes mesmo com essa preocupaçao o azar acontece.
      Pense bem. Todo o cuidado é pouco, e estas dicas sao de mais valia nesse sentido.

      • gostei …foi uma resposta de facto decente e educada ao contrario de outras por ai … que ate dao vontade de rir … como por exemplo … ” que lhe caia um bloco de gelo em cima ” ahahahah estas pessoas traspiram odio … chissa , calma gente !!!!! a senhora pode nao ser a mais protetora , e se confia tanto é porque tambem é de confiança … um tanto inocente talvez … mas nao é caso para o tipo de comentarios meios ordinarios e logo a ofender , ganhem juizo .

        • luh

          Abril 11

          Boa tbm! concordo que essa sra sara e no minimo ingenua, mas nao preciso crucifica la por causa dissol alias, quem sou eu p julgar alguem nao e mesmo?

        • Poliana

          Abril 13

          Jorge Santos o único ingênio aqui é você! Acha mesmo que uma pessoa que posta: “Ainda bem que só acontece aos outros e não a mim” é uma pessoa boa e confiável? Sério mesmo? Vocês com certeza são de Marte, não acredito em tamanha falta de noção da realidade em que vivemos! O que não desejo pra mim não desejo aos outros, achei o comentário dela absurdo e não tenho papas na língua, é por gente ruim e sem amor ao próximo como ela que acontece tantas barbaridades nesse mundo. Repúdioo gente desse tipo!

    • frederico

      Março 1

      Bom dia,quero apenas fazer uma pergunta, acha realmente que no mundo que vivemos é preciso fazer mal a alguém para que nos façam a nós?olhe bem ao seu redor e de forma amplaaaa!!!! Bom dia.

      • Renata

        Março 9

        Não é questão de fazer mal. É não esperarmos o mal da parte dos outros. E isso é super difícil de atingir pq hoje em dia por tudo o q vemos à nossa volta é difícil confiar. Olhemos mais para nós e para dentro do que para fora e ficaremos mais surpreendidos do q julgaríamos ficar… O q está mais perto de nós não é mais q um espelho de nós próprios.

    • susana

      Março 1

      dizer k “se nao fizermos mal a ninguem,nimguem nos fara mal”!hello!!!em k mundo vive voce????

    • Senhora Sara Montero, após ter lido o seu comentário devo dizer que a senhora nem imagina a (imaginação) que pode ter um pedofilo . O real perigo é de imaginarmos que essas coisas só acontecem aux OUTROS e darmo-nos conta quando já é tarde demais. Todos os cuidados são poucos para impedir que um dia faça-mos parte desses OUTROS.

    • Adilson

      Março 1

      Apenas uma vez, uma ocorrência será desastrosa. Confiar isso à pura sorte é uma grande irresponsabilidade.

    • tatiana

      Março 1

      ignorância da sua parte, tem pedofilos em qualquer lugar ate onde menos imaginamos e ainda vc diz que precisa ter cuidado afff coitado dos seus filhos.

    • Agradeco a informacao mas melhor seria se nao inclui-se a foto da menina.

      • Mónica

        Março 1

        Olá Maria Custódio,
        A fotografia da menina estava no Diário Digital. Utilizei a mesma para ilustrar o artigo.
        Mas percebo e aceito a sua critica.
        Muito obrigado,
        Beijinhos,
        Mónica

    • OLGA

      Março 1

      TENHO PARTILHADO MUITAS FOTOS DE CRIANÇAS DESAPARECIDAS SÓ ESPERO NUNCA VIR A PARTILHAR NENHUMA DOS SEUS OU MESMO SUA …QUEM SABE!!!!CONTINUE A TER ESSA CONFIANÇA DESDE QUE TENHA CERTOS CUIDADOS PARA QUE UM DIA NAO TENHA QUE SE SENTIR MAL CONSIGO MESMA

    • Rosa

      Março 1

      Acho muito bem que se faça estas chamadas de atenção e estes avisos, porque não são demais, porque é com a experiência e com os erros dos outros; que podemos ser nós; que nós aprendemos. A senhora se não quer aceitar estes pequenos grandes conselhos, está no seu pleno direito é lá consigo e o problema é inteiramente seu. Mas que é preciso ter muito cuidado é. Há muito tempo se não fosse eu agir rapidamente, com alguma calma sem que a outra pessoa mal intencionada se apercebesse que eu tinha dado conta da sua mal intensão poderia ter me raptado uma sobrinha minha. Por isso é sempre bom nós estarmos um passo à frente deste tipo de gente. Por isso não acho nada um exagero!!!

    • Eduarda

      Março 1

      Donde: os pais do Rui Pedro, o rapaz que desapareceu há 16 anos, fizeram mal a alguém, ou não lhes teriam raptado o filho. Desejo-lhe que nunca nada disto aconteça aos seus filhos, mas dizer que se não fizermos mal a ninguém nada disto nos acontecerá é uma maneira de enfiar a cabeça na areia. Partilho muitas coisas na internet, há muitos anos. Nunca fotografias das minhas filhas. Aliás, todo este post diz apenas verdades óbvias. Gostaria apenas que as pessoas fossem mais cuidadosas com fotografias dos outros, independentemente do que façam com as dos seus.

    • Luis

      Março 1

      É ilegal, mas com estas modas entre a sociedade jovem, e influencias tipo justin bieber e miley cirus que por antes ter tido aquela serie a “hanna montana” na disney channel tornou-se uma grande influencia na camada jovem, as crianças imitam praticamente tudo o que estas “vedetas” fazem, e os pais veem estes episodios tristes que essas tais personagens fazem e no entanto nao fazem nada ao verem os filhos a imita-los… essas atitudes que os pais nao fazem nada para impedir os filhos de fazer, que sao mais vergonhosas do que ter facebook aos 6 anos, acha mesmo que os pais fazem algo para impedir as crianças sequer de ter um computador aos 6 anos? Ninguem faz nada em relaçao a isso, é ilegal mas ate vejo pais a criar facebooks para as crianças com menos idade até… o que eu vejo e que os pais das crianças fornecem-lhes acesso á tecnologia demasiado cedo. Demasiado mesmo! Abram o olho que a internet e uma “arma” muito perigosa, podem pensar que “ah eu nao fasso mal a ninguem, logo nao me vao fazer mal a mim” isso nao e bem assim 🙂 os virus apanham-se muito facilmente, e la por nao fazerem mal a ninguem nao quer dizer que nao nos fassam a nos.
      Deixem-me dar um exemplo, com webcams: Existem N virus capazes de apoderarem-se dos seus equipamentos informaticos, quer sejam webcams ou microfones! podem controlar quando esses aparelhos estao ligados ou nao. podem ver e ouvir o que quer que seja! desde que o virus esteja implementado. e acreditem basta 1 download de seja o que for, ou algo bem mais simples para ser infetado.
      Outro exemplo: cartoes de credito ou outras informaçoes importantes e valiosas por exemplo em algum bloco de notas no computador… mais uma vez, ha pessoas mal intencionadas que nao querem saber de onde vem ou o que faz da vida, simplesmente vao la, entram nos vossos computadores com um simples virus que nao é detetado e pumba, derrepente fica sem nada e nao faz a minima ideia do que se passou.
      Tenham muito cuidado com a internet e con as experiencias, aventuras ou exposiçoes que fazem na mesma! nao sejam ingenuos a esse ponto de pensar que e so aos outros que acontece. 🙂

    • Tu deixas o carro aberto num estacionamento? Deixas a porta de casa aberta? Experimenta e depois vem contar?

    • vera

      Março 1

      boa tarde Sara ,vc ta errada em dizer que não tem problemas em postar fotos de crianças na net , tem problemas sim, se um bandido pegar uma foto que tenha nome de colegio por exemplo
      pode querer tirar vantagem sobre essa criança ,espero q vc tenha MAIS CUIDADOS com as fotos de seus filhos principalmente se tiver como indentifica los :abraços

    • Rita

      Março 2

      Não precisa de fazer mal a ninguém para alguém querer raptar o filho de alguém…

    • cristina

      Março 2

      santa burrice lololol ,pode ser q um dia mereça ter azar,pobres crianças c alguém q pensa tão descuidadamente

    • Isabel

      Março 2

      Acha k a mãe do Rui Prdro (por exemplo) fez mal a alguém, é isso? Ou k a mãe de uma criança abusada fez mal a alguém?! Boa sorte

    • cris

      Março 2

      Que comentário tão imaturo….

    • Francisco

      Março 2

      Bom dia ,pois é o mal de toda a gente,nunca achamos que é errado até ao dia que nos acontece a nós,eu se fosse pai nunca partilhava certas fotos,temos que nos mentalizar que o mundo esta diferente e perigoso.

    • Carla

      Março 2

      Sara, respeito a sua opinião, mas quando vejo a sua frase: ” Se não fizermos mal a ninguém (…) não nos fazem mal a nós”, fico literalmente boquiaberta com tamanha imprudência e falta de noção da (triste) realidade dos nossos dias.
      Não lhe invejo o facto de viver no mundo da Barbie, aliás, tenho muita mas mesmo muita pena da sua falta de capacidade reactiva mas desejo-lhe de coração que a vida não lhe traga mágoas por essa falta de cuidado, mesmo com todos os alertas a evidenciarem o óbvio.

      Felicidades e as melhoras – o seu caso é grave e crónico…

    • Daniela

      Março 2

      Sara
      Cada um faz como entende e deixe-me dizer-lhe que eu também pensava da mesma maneira, te sair de Portugal e vir para um pais onde os pedófilos são expostos a sociedade e com isso tomei noção de uma série de coisas que não eram importantes ao meu ver é outras que nem tinha conhecimento
      Eu publico fotos da minha filha não todas mas algumas mas há algo que nunca faço : adicionar localização de fotos nunca …
      Um bom fds

    • Mario

      Março 2

      e aqui vê-se perfeitamente uma pessoa que só aprende quando passando por elas, o que espero nunca venha a acontecer. E se não acontecer é por pura sorte, que tenha em conta, e não por que seja uma pessoa responsável, que põe a sua vaidade em mostrar os pequenos à frente da sua própria segurança.

    • Antonioi

      Março 2

      A Srª Sara Mantero é desculpada porque não tem vivido no planeta Terra.Tem estado na Lua e teve a amabilidade de nos visitar a nós pobres terráqueos.
      Mas se quer um conselho abra bem os olhos e proteja os seus filhos para mais tarde não vir dizer que tem azar na vida.

    • João

      Março 2

      A sua inocência é de bradar aos céus. “Se não fizermos mal a ninguém o mais provável…..”. Que mal terá feito a mãe do Rui Pedro? E os todos os outros pais de todas as crianças vítimas dos mais variados abusos? Não pense assim. Tenha estes cuidados e outros, que nunca serão de mais.

    • A mim parece-me que anda a ser manipulada por alguma “seita” que lhe faz acreditar que se não fizer mal a ninguém provavelmente ninguém lhe fará mal. Como é possível pensar assim, que ridiculo

    • Quem sabe a Proteção de Menores já tenha lido o seu comentário…

    • Fernanda

      Março 2

      Isso. Vá colocando todas as fotos sem critério mesmo depois no futuro até seus filhos irao achar ruim com você. Deixa de ser inocente e acorda para a realidade viu?

    • Olá Sara, muito boa noite.
      Apenas para deixar pensar. Nunca assaltei ninguém, e muito menos permaneço em ambientes propícios a isso, no entanto já me apontaram uma seringa à garganta e tive que entregar a minha carteira com tudo que lá tinha.
      A pergunta que deixo, se o seu principio é que se a Senhora não fizer mal (entenda-se agressão sexual a uma outra criança), as suas crianças estarão seguras é isso?
      Ha algum local onde posso informar/comunicar que ate ao dia de hoje também nunca molestei uma criança seja em que circunstancia for, para que as bestas que fazem mal a essas crianças saibam que as minhas não merecem serem “castigadas”? Gostaria muito sinceramente que me disse-se onde posso fazer esse registo.

      Relativamente ao artigo em causa, concordo plenamente!

      Cumprimentos, Jorge Vidal

    • barbosa

      Março 3

      Sara Monteiro, ou seja, só porque por exemplo nunca teve um acidente depois de ter bebido quer dizer que as pessoas exageram quando dizem que o álcool pode causar acidentes? Não é por uma coisa nunca lhe ter corrido mal que essa regra se aplica a toda a gente. Pode não ter acontecido a si, mas a outros já aconteceu seguramente. Esse é o primeiro ponto. Segundo ponto: “se não fizermos mal a ninguém o mais provavelmente é não nos fazerem mal a nós”. Ora… aos outros a quem isso aconteceu, seguramente também não tinham feito mal a ninguém.
      Que me diga que também não devemos andar obcecados com medidas de segurança, aí até já concordo consigo. Agora “provar” que uma coisa não acontece a ninguém só porque nunca nos aconteceu a nós… é um argumento um “nadinha” básico.

    • augusto

      Março 4

      O/A ilustre comentador/a que postou este comment vive aonde? sinceramente…

    • Daniela

      Março 4

      Cabe a si a responsabilidade dos seus actos. Infelizmente muitos filhos pagam pela irresponsabilidade dos seus pais que confiam demasiado na sorte. Ainda bem que não aconteceu nada a si e aos seus e espero do fundo do coração que nunca aconteça, pois são eles as maiores vítimas. Se pensa que a pedofilia e o tráfico humano surge para castigar seja quem for…está muito enganada. Maioria das vezes as vítimas são desconhecidas que se expõem de forma fácil, facilitando assim o trabalho do agressor/raptor. Infelizmente a maldade pode bater à porta até da pessoa mais bondosa do mundo. Por isso, continue a pensar apenas em si e no orgulho que tem pelos seus filhos ao invés na segurança deles!!

    • Bla bla

      Março 5

      Sara, tanta ingenuidade não é saudável. Muito menos para os seus filhos.

    • liliana

      Março 5

      No dia em que um pedófilo tentar alguma coisa com uma das suas filhas, provavelmente pensará de outra forma…

    • Leitor

      Março 6

      Eu nunca bati com o carro e já conduzo há 13 anos. Acho que vou deixar de usar o cinto de segurança! Acho um exagero quem si que se deve andar sempre de cinto por precaução! Espero que os seus filhos nunca paguem pela sua burrice!

    • Sara Mantero…pelo seu raciocínio então os milhares de crianças abusadas por pedófilos são-nos porque os seus pais fizeram mal a alguém ?

    • Sua ingenuidade beira a cretinice.O seu mundo cor de rosa está milhões de anos-luz da realidade.Saiba que a responsabilidade pela imagem de nossos filhos é nossa e nossas ingênuas intenções não é o antídoto para a pedofilia.

    • acho que você está sendo ingênua. pedófilos usam fotoa da internet mesmo…e eles não querem saber se você faz mal ou não a alguém. tome mais cuidado

    • Luís

      Março 21

      Exma. Sra Sara, o que você faz com os seus filhos, sinceramente não me diz respeito nem a mim nem a ninguém do blog. Mas se vossa Exma. pessoa gosta de expor toda a sua vida na internet, força! Talvez ninguém lhe tenha ensinado ou não tenha tido educação informática, mas eu tive, e sei muitissimo bem de todos os perigos que existem online. Uma vez na internet nunca mais poderá ser retirado, é esta a mentalidade que todos os utilizadores deveriam ter! Uma fotografia nossa numa viagem é uma coisa, uma fotografia de um filho nosso em casa, no parque ou na escola é outra. Depois quando há raptos escolhidos a dedo, ninguém percebe a razão. Se quer que os seus filhos acabem numa rede de pedófilia, com velhos rebarbados e doentes a babarem-se para as fotografias deles, mande logo para lá, poupe-lhes trabalho, agora não critique quem quer o melhor para os filhos e para a sua privacidade, porque em 2 anos não teve problemas, mas não sabe o amanhã nem a proporção da sua atitude.

    • Augusto

      Março 26

      Vou fazer uma analogia. Se não houvesse multas para a falta de cinto de segurança, de certeza muita gente não o colocava e a maioria atrevia-se a dizer que o cinto de segurança não serve para nada, porque não o punha e nunca tinha sentido a sua falta…
      Claro que o facto de se publicar uma foto de um bebé no banho e indicar o infantário onde anda não significa que automaticamente vá ser raptado. A percentagem dessas ocorrências deve ser mínima, só que, como se sabe, não é zero. Sem entrar em histeria, será mais prudente não nos pormos a jeito, seguindo os conselhos de quem, muito justamente, se preocupa com o assunto e alerta a comunidade.

    • Fran

      Abril 9

      Exagero? Sinceramente hein.. Você está sendo ingenua de pensar assim, é um risco sério, nunca pense que a coisa pode não acontecer com você, que pode sim viu?
      O mundo não é um conto de fadas não.
      Abraços.

    • Até agora sem nenhum problema…ainda bem, até ao dia. Boa sorte para os seus filhos, é mãe que têm.

    • A sua colocação de “não fazendo o mal, não receberá o mal” é por demais equivocada, e boba para o “mundo” atual.

    • Naine

      Abril 16

      Senhora Sara, imagino que seus olhos estejam fechados para o mundo em que vivemos,
      não me admira uma pessoa que tenha dois filhos não se preocupar com a segurança deles.
      Se você parar e observar o mundo que vivemos, verá que o mal nos cerca a todo momento, e essa história que se não fizermos o mal também não o receberemos é extramente ultrapassada.. é só sair fora de casa que vemos o quanto vários inocentes são mortos e sequestrados por bárbaros que não pensam no bem de ninguém!
      Acho que devemos começar a pensar dai… você dá o bem e sempre colhe o que há de mal no mundo.. Então pense mais nos seus filhos.. porque estranhos não querem o nosso bem!!

    • A gente nao precisa fazer mal a ninguem, para que façam com a gente bandido ta nem ai se a vitima é do bem ou nao, eu tomo todos os cuidados do mundo se possivil pra proteger minha filha, o mal ta em todo lugar.

    • Ana

      Abril 21

      Cada um pensa o que quer e cuidar seus filhos como pensa ser melhor… Mas vc realmente acha que só acontecem coisas ruins se fizer mal a alguém? Nossa! Então ñ acontece mal com pessoas inocentes?! Uma dica: Quando se tem criança, todo absolutamente todos cuidado é poco!

    • andre

      Abril 24

      “Se não fizermos mal a ninguém o mais provavelmente e não nos fazerem mal a nós…”

      Entre na DeepWeb pelo Tor mesmo e dê uma passeada por lá, nos fóruns de pedófilos. Se procurar bem talvez ache uma de suas fotos.

      Muito cuidado com fotos de crianças é só o que digo.

    • anonimo

      Abril 29

      “ Se não fizermos mal a ninguém o mais provavelmente e não nos fazerem mal a nós “ conheço uma criança ( inocente ) onde ele foi estrupado, vc acha q ele fez mal alguém. ? As pessoas morrem por besteira, sem nem msm conhecer o assasino vc acha fizeram mal a eles. ? Na minha opinião vc esta errada … posta foto do filho(a) , do outro lado tem alguém q só a deseja…

    • Em que mundo você está? “Se não fizermos mal a ninguém o mais provavelmente e não nos fazerem mal a nós…” pelo amor né, por acaso quando um mal intencionado faz mal a uma criança é porque a criança fez mal ao mal intencionado? Claro que não. Frase muito mal usada essa sua. Estamos em um mundo onde as coisas estão a piorar cada vez mais, e sim devemos ser exagerados com nossos filhos. Você não teve quaisquer problemas com suas publicações porque Deus não permitiu, mas cuidados são necessários sim pois filhos são bens mais importantes do mundo e nenhum pai ou mãe quer passar por esses problemas horríveis.

    • Sabrina

      Outubro 7

      é importante os pais saberem que o fato dos filhos serem menores de idade, não lhes tiram o direito próprio. Os pais tem a obrigação de defender o direito dos filhos e não esporem seu filho ao mundo, hoje com o avança da tecnologia deve-se ter muito cuidado com o que postam, publicam, compartilham pois quem poderá ter a certeza de que o fato do seu filho ter sido estuprado ou sequestrado não se deu pela simples foto que você publicou? Não se esqueçam que os criminosos são os que mais estão nos meios sociais!

    • você acredita mesmo que se nunca fizer mal a alguém, ninguém lhe faz mal? A sério?!? O que dirão as crianças que são maltratadas e que nunca fizeram mal a ninguém!

    • Não, na verdade não é exagero nenhum. Hoje em dia as redes secretas de pedófilia cada vez aumentam mais. E cláro que um pedófilo vão vai chegar ao pé da senhora e dizer “Sou pedófilo e publiquei todas as fotos dos seus filhos na minha comunidade.” óbvio é cláro. Mas todo o cuidado é pouco, e nós não sabemos o que se passa na cabeça das pessoas. A mesma coisa que por uma criança nua na praia, não vamos conseguir examinar todas as pessoas para ver se há alguma que esteja a apreciá-la. O que sinceramente é muito nojento. Experimente ir aquela rede chamada de Deep Web, ou nem isso, existe blogs, até tumblrs que eu já vi, de crianças nuas, ou poses que supostamente são poses de “provocação”. E o desejo de um pedófilo tocar numa criança não é pequeno, até uma imagem transmite más sensações. Por isso, não acho que seja exagero.

    • Ana

      Maio 24

      A senhora está redondamente enganada.
      Vivem mais potenciais pedófilos ao seu lado do que a senhora imagina. Acreditaria se tivesse uma filha bonita com 11 anos. Nem acredita as bocas que os homens lhe mandariam quando se cruzassem com ela na rua.

    • Pedro

      Maio 27

      Não vou andar preocupado com estas situações, se tiver que acontecer, acontece em alturas que menos esperamos! Os pedófilos tem normalmente profissões onde estão as crianças e para eles a qualquer altura podem actuar. Temos que acompanhar sempre da melhor forma os nossos filhos e estar atento ao desenrolar das situações. As crianças tem que saber relacionar com toda a gente, família, vizinhos, professores, etc.

    • Muito boa tarde. Li atentamente o que escreveu. Permita no entanto que responda à sua liberdade de escrever o que escreveu e que respeito, com a minha igual liberdade de ter opinião sobre o que escreveu, que espero também respeite. Julgo que a Senhora tem lido muito pouco sobre o assunto, sobre os inconvenientes da exposição das fotografias dos seus filhos …. ou então, o que tem lido não têm sido as opiniões ou os textos mais importantes e naturalmente estará pouco informada sobre o que realmente tem acontecido de lamentável e grave. Julgo que se devia informar melhor para construir melhor a sua opinião e proteger realmente os seus filhos, evitando problemas, potencialmente, graves. Os meus cumprimentos e espero que também respeite a minha opinião, como, de qualquer modo, estou a respeitar a sua. Sinceramente não tenho a sua opinião e garanto-lhe minha Senhora, que estou muito bem informado e pelo seu texto, parece-me que a Senhora lhe falta ter conhecimento dos fatos, talvez mais importantes e duros, deste infeliz fenómeno que passa pela MÁ utilização da liberdade que a internet nos proporciona. Com todo o meu respeito. JOÃO SANTOS / Lisboa

    • thelma

      Agosto 11

      Para as pessoas mal intencionadas e prevertidas não precisa de existir quem lhes faça mal para o fazerem a alguem.

  2. Sofia Grilo

    Fevereiro 28

    Obrigado pelas dicas, vou já fazer uma grande revisão ao meu facebook. Parece estupidez mas às vezes não nos lembramos que também nos pode acontecer…

  3. Marta Uva

    Fevereiro 28

    Nem de costas deviam partilhar fotos de crianças publicamente. Quanto mais no banho, etc. Se eu soubesse que os meus pais andaram a partilhar fotografias minhas com desconhecidos, estava o caldo entornado. Há mães que não merecem os filhos que têm

  4. Nuno Alvim

    Fevereiro 28

    Ó senhora Marta Uva, tenha juízo. Nem de costas?? Qualquer dia ainda nos multam por cada foto partilhada. Cada pai é que decide e as outras pessoas não têm nada a ver com isso.

  5. Mariana Gato

    Fevereiro 28

    Apoiado. Temos de ter muito cuidado e não ser irresponsáveis ao ponto de achar que o mal só acontece às outras mães

  6. armandoguedes

    Fevereiro 28

    Refletindo com alguém… Se pela exposição das “fotos” (um dos fatores) não há problema algum… e só acontece se… então todos os casos aqui revelados só aconteceram ou acontecem a quem causa “mal a alguém” ? No entanto percebo as posições tomadas…

  7. Jorge

    Fevereiro 28

    Tenho filhos e nem uma foto que tenho publicada nas redes socias. Família, amigos mais próximos e pessoas que realmente interessam na nossa vida e na das crianças têm acesso às fotos que nós quisermos dar. Apenas Isso.
    Não entendo qual a ideia de alguns pais ao exporem fotos dos filhos e da sua vida (que deviam ser privadas) nas redes sociais.
    Sou licenciado em informática e tenho estudado e analisado muito as redes sociais. Deviam ter todos os cuidados indicados no artigo e mails alguns. Exponham toda a vossa vida publicamente e depois queixem-se. Mas cada um sabe de si…

    • Alexandra Sousa

      Fevereiro 28

      Resposta muito assertiva caro Jorge.
      Eu também tenho filhos, e sempre me questionei se quando as pessoas colocam as suas fotos no face, estão a mostrá-los ou a tentar promovê-los…pois às vezes é o que parece…
      Partilho a opinião, tudo o que é privado nunca deve deixar de ser…
      No que toca aos nossos Filhos, todo o cuidado é pouco.

    • Susana

      Fevereiro 28

      Eu gostava de saber se as definições de privacidade que colocamos na nossa página de FB resultam ou são meros formalismos. Isto porque há fotos que eu partilho apenas com grupos que eu criei, por exemplo, família. Isto é seguro ou nem por isso?

      • MSP

        Fevereiro 28

        É seguro até alguém gravar essas fotos no seu computador e as partilhar directamente, mas isso não tem forma de controlar.

      • antonio

        Março 2

        Tenho para mim que qualquer coisa postada no F.B. , não é seguro.

        • suze

          Março 10

          Mas estão aqui para falar de crianças e sua protecção ou para julgar o infeliz comentário de uma pessoa? Quem nunca errou que atire a primeira pedra!

          • luh

            Abril 11

            Muito bem Suze. Essas acusacoes todas so comprovam oq falei anteriormente,q o ser humano nao e bom. Quem somos nos p julgar?!?

      • Sofia

        Abril 21

        Tenho um grupo de família e dificilmente lá punha alguma foto de um filho. Porque? Está a ver as primas e as tias dos nossos pais que estão a agora a aprender a mexer num computador, mas que já têm conta no facebook? Bem, as minhas gostam muito de partilhar no mural delas as fotos publicadas no grupo (que foram lá postas por serem privadas). Nao o devem fazer por mal, mas são pessoas que não têm noção do que estão a fazer e que se calhar adicionam qualquer pessoa que lhes peça amizade (conheçam ou não).

        Se tiver familiares assim, pense duas vezes…

  8. arlete

    Fevereiro 28

    claro, eu não tenho o direito de por fotos do meu filho sem autorização dele, só por que eu gosto…

    • PM

      Fevereiro 28

      Cuidado que o fisco ainda se lembra de cobrar imposto sobre a estupidez de certas pessoas. A meu ver as nossas crianças são para ser amadas, respeitadas protegidas e não para serem exibidas. Boa sorte

  9. Laurinda Forte

    Fevereiro 28

    Artigo muito bem escrito. Quem não percebe o risco que as nossas crianças correm ao serem expostas na internet deve viver num mundo de fantasia. Infelizmente existem casos bem triste que são do conhecimento público.

    Parabéns aos pais que protegem os seus filhos da exposição!

  10. sabina

    Fevereiro 28

    As próprias escolas muitas vezes partilham fotografias nos próprias páginas de facebook. Ainda no outro dia o ATL da minha filha publicou fotos de uma atividade em que se vê claramente quem são as crianças presentes. Numa Vila ou Cidade pequena em que algumas pessoas pelo cargo que tem são mais conhecidas toda a gente sabe que aquela pessoa mora naquele local e tem aqueles filhos a estudar em determinada escola. As próprias crianças tem praticamente todas facebook hoje em dia. Acho que sabermos onde estão os nossos filhos, quais os amigos, os locais que frequentam quando saem da escola, saber se eles vão logo para casa, ter o cuidado que não os deixar andar sozinhos na rua quando anoitece como eu vejo muitos jovens por aí…isso sim, para mim é mais importante.

    • Lamento informá-la que o ATL da sua filha agiu de forma irresponsável… Em todas as escolas em que trabalhei, só se podiam partilhar fotos na página da escola se os Encarregados de Educação autorizassem… Da mesma forma, organizo workshops com crianças e partilho no facebook fotos, mas nunca de forma a que se vejam as crianças envolvidas: de costas, só as mãos enquanto trabalham, os trabalhos que realizam… Não sou fundamentalista, mas preservo a privacidade dos meus filhos e dos filhos dos outros… Primeiro que tudo é isso: uma questão de privacidade. Quanto à segurança, nos dias de hoje todo cuidado é pouco!

    • Ana Sofia

      Março 2

      Se o ATL partilha fotos das crianças é porque o encarregado de educação autorizou. Eu não autorizei nada disso,acho perigoso e não sei onde irão exibir essas fotos. Acho este artigo muito interessante,há pais que não tem a noção da vida como a senhora lá em cima que já nem vale a pena dizer mais nada. Vou partilhar. Boa tarde a todos

  11. Andreia Almeida

    Fevereiro 28

    Há que ter cuidados sim, mas não é preciso exagerar ou fazer disso uma paranóia. Qts crianças não são raptadas e nem em fotos aparecem? Na escola até lá pode ir o pápa que ng sai sem autorização dos pais.

    • Bruno Miguel

      Fevereiro 28

      Finalmente um comentário sensato! Qualquer dia não se pode levar as crianças à praia que está lá o bicho papão!
      Aprendam a usar as redes sociais e não terão este problema.
      Em relação à protecção dos filhos dos perigos, sim estamos cá para isso…
      Os “velhos do Restelo” nunca deixaram de existir…
      Eu uso as redes sociais para dar noticias do meu filho pq crescem da noite para o dia, a FAMÍLIA e AMIGOS CHEGADOS agradecem..e CLARO que são os únicos que vêem as fotos que publico do meu filho.

      • Marisa

        Fevereiro 28

        Já repararam que os “Velhos do Restelo” tecem comentários fundamentados por análises emitidas por amigos “entendidos na matéria” mas que não querem dar a cara… Tão bom que é viver em liberdade para decidirmos o que queremos fazer e expor e ainda decidir os limites dessa exposição.

        A cada dia, vivemos mais apertados no colete do “politicamente correcto” embrenhados em mitos como o das “6 crianças que desaparecem por dia”(really?!!!).

        Deixem cada um decidir por si que limites impor na exposição dos filhos nas redes sociais e de fabricar opiniões exageradas baseadas em “factos” mal fundamentados.

        Imagino que os paizinhos “que tanto protegem os filhos” qualquer dia serão surpreendidos com fotografias de comportamentos menos próprios dos filhos na net – lembrem-se “todos temos telhados de vidro”!

  12. Ana

    Fevereiro 28

    Uau, um raptor fica a saber que naquele bairro vive uma criança! Como se não houvesse crianças em todo o lado! Um raptor quando quiser raptar, não precisa de ir ao Fb para ter informações. Esta paranóia já chateia um bocado, e estes “concelhos” não são lá grande coisa…

    • Ze

      Fevereiro 28

      5 estrelas!!

      • Susana

        Março 1

        A verdade é que os adultos estão a ficar com a cabeça bem avariada, com tantos gadgets e tecnologia, esquecem-se do que realmente importa: viver a vida.
        Se cada um souber o que é o bom senso e não viverem subordinados aos pensamentos dos outros, talvez sejam um pouco mais felizes.

  13. JoanaMota

    Fevereiro 28

    Olá, tenho um bloigue desde que o meu filho nasceu em modo de album digital pois a minha família vive toda fora e foi a melhor forma que encontrei de partilhar. Como em tudo acho que neste caso deve prevalecer o bom-senso. Partilho algumas no facebook, mas porque sei que não tenho conhecidos no meu facebook.
    acho horrível vivermos com medos, e acho que devemos aproveitar o bom das novas tecnologias com a segurança necessária.

  14. Teresa

    Fevereiro 28

    Concordo inteiramente com os cuidados a ter, a ideia de que ninguém vai ver aquelas fotos «com outros olhos» é muito ingénua…existe sempre essa possibilidade e nada é demais para proteger a privacidade dos miúdos. Ainda por cima, são precisamente os pais que neste caso, alguns sem consciência expõem os filhos, ou seja, quem os deve proteger é que os coloca em risco. Eu publico algumas fotos mas sempre com certos cuidados! Mas acho que estes alertas só entram na cabeça de alguns, outros há que continuam a ter atitudes imprudentes, depois queixam-se porque as coisas más não acontecem só aos outros…

  15. Nunca pensei ler tantas barbaridades nestes comentários assinados por mães e pais. Vou rezar muito por todas as pessoas irresponsáveis, que brincam com as vidas dos próprios filhos.
    Deus vos perdoe.

    • Mother of 4

      Fevereiro 28

      Vá rezar, vá! Enquanto isso nós, os irresponsáveis, vamos tomar conta das nossas crianças! Eu adoro estas pessoas que se acham donas da verdade e da razão…e quando juntam a isso uma dose de moralidade religiosa…ui…fica o ramalhete completo! Peça perdão a Deus pela sua santa ignorância, isso sim!

    • Bruno Miguel

      Fevereiro 28

      “Adoro” pessoas como você que consegue definir um bom ou mau pai através de um monitor! Parabéns!

    • Hereje

      Fevereiro 28

      Melhor, reza por todas aquelas crianças que o teu ”Deus” tem esquecidas pelo mundo…
      Barbaridade é o que acabei de ler no teu comentário!! Continua a rezar pra ver se resulta!! As criancinhas agradecem!!

  16. ana jesus

    Fevereiro 28

    é verdade… é muito grave… vêem-se fotos de crianças nos ‘sites’ em exagero… há informação a mais e o pior de tudo, estar com o perfil público e sem segurança nenhuma nas fotos…

  17. Bruno Miguel

    Fevereiro 28

    Nem 8 nem 80. Se tivermos as politicas de privacidade bem definidas ao nosso gosto dificilmente se tornaram um risco. No entanto também não concordo em fazer das redes sociais um diário publico e dinâmico em relatamos cada passo que damos na vida real…eu partilho mt fotos do meu filho mas SÓ para a família e amigos “chegados”…volto a dizer, definam as politicas de privacidade e segurança como deve ser e não terão esse tipo de problemas, outro ponto importante é não ter na rede de amigos pessoas que não conhece efectivamente!

  18. mtnp

    Fevereiro 28

    Aceito a preocupação dos pais, é certo que todo o cuidado é pouco mas nada de exageros, pois os perigos estão em todo o lado, como nos vizinhos, nos professores, nos familiares, nos padres, nos conhecidos etc…. que abusam das crianças, não é só rapta-las, ou ninguém já ouviu falar destes acontecimentos, o meu concelho é nunca perder as crianças de vista, estar sempre atenta a tudo, não deixar os filhos irem para casa de amigos ou conhecidos sem a presença dos pais, mas lembrem-se que as crianças não estão todas as horas com os pais, há sempre outros estranhos a tomar conta deles.

  19. Sandra Sousa

    Fevereiro 28

    Estas mães deviam ter vergonha na cara por andarem a exibir os filhos a pessoas que não conhecem. Também vou rezar por tanta inocência bruta. Usam e abusam das tecnologias e teimam em ignorar as possíveis consequências. se isto não é inocência é pura estupidez. E quem fica à mercê são as crianças

  20. Mãe que é Mãe protege os filhos. Se roubam as fotografias dos adultos imaginem o que fazem com as dos miúdos

  21. humano

    Fevereiro 28

    Concordo plenamente com o risco de perigos! Mas é mais preocupante aquela exposição, que por força de lei, somos obrigados a fazela! Penso que é mais uma tentatida de responsablisar o cidadão indefeso, por a incompetência de garantir a nossa segurança .

  22. humano

    Fevereiro 28

    Comentário

  23. Paulo

    Fevereiro 28

    Vivemos dias de paranoia total, estamos completamente dominados pelo pânico do circo mediático da escola TVI/Correio da Manhã. Está tudo doido. Haja bom senso. A seguir vão dizer que mini-saias nem pensar por causa dos violadores. E que o melhor é a criançada andar de burka na rua.

    • Miclas Costa

      Fevereiro 28

      Nem mais. Este histerismo provocado pela comunicação social não tem fundamento e só tem levado a enclausurar as crianças em casa, quando todos vivemos a nossa infancia na rua.

      Falam dos 6 desaparecimentos por dia, mas não dizem que a esmagadora maioria aparece horas/dias depois.
      Os crimes de pedófilia são cometidos quase sempre por familiares e conhecidos, não por psicopatas a estudar os locais onde as fotos são tiradas (?!)
      O crime em geral, lamento, mas TEM DECRESCIDO ano após ano. Claro que temos que ter precauções, mas todo este exagero e a noção que estamos numa sociedade cada vez mais perigosa não tem qualquer razão de ser.

      Vivam a vida por favor, estamos a transformamo-nos numa sociedade cada vez mais doente neste aspeto.

  24. Manuel

    Fevereiro 28

    Sinceramente percebo a preocupação e alguns cuidados devem ser tomados mas daí a ter atitudes extremistas de não pôr nada em lado nenhum porque temos medo que possam identificar os nossos filhos parece-me um exagero. Partilhem o que quiserem com quem quiserem, no entanto acho que um pai responsável não coloca fotografias que possam identificar a escola ou o sitio onde moram a partir daí o perigo parece-me bastante reduzido.
    A regra é só bom senso e por favor deixem de fazer comentários a julgar os outros como se fossem donos da razão, humildade fica bem a todos.

  25. ANA

    Fevereiro 28

    Fico feliz pelo texto escrito sobre privacidade, neste mundo global parece que também a privacidade passou a ser de todos. Quando se refere a crianças então quase me apetece ao ver algumas fotos no Facebook considerar negligência infantil. Os amigos são aqueles que vemos a cara, com quem partilhamos os momentos bons e maus, mas fora das redes sociais, temos todos que reponderar sobre o que é a amizade.

  26. Quantos desses desaparecimentos de crianças foram dados como relacionados com a exposição via internet? O sequestro e o abuso físico e/ou sexual de crianças não foram sempre oriundos maioritariamente de adultos próximos, na vida pessoal e familiar, às vítimas?

    Gostam dos vossos filhos? Deixem-nos brincar na rua, transpirar, sujar a roupa, esfolar os joelhos; enfiem-lhes pela goela abaixo a comida que lhes fizer bem e não necessariamente a que eles mais querem; ensinem-lhes em casa aquilo que os seus professores na escola não têm a obrigação nem a disponibilidade para lhes dar: autonomia, motivação, determinação. Deixem-nos correr riscos, deixem-nos errar, deixem-nos magoarem-se, porque o crescimento se faz da experiência. Preferia correr o risco de ter fotos de filhos meus no Facebook do que o de criar um adulto inapto, mimado e amedrontado pela paranoia da protecção.

    • Patrícia

      Fevereiro 28

      Concordo!!! Há pais que só não os coloca numa redoma de vidro porque…!!!

      • FSM

        Fevereiro 28

        O que acho exagerado, sinceramente, é que estejamos dispostos a falar sem reflectir, isto é, sem pensar, que falemos sem a profundidade que nos merece um tema como este. Somos dados a deixar-nos levar pelo principio de que tudo é relativo. Sabemos que todos os instrumentos criados pelo Homem podem ser bem ou mal utilizados, dependendo do fim para que é desejado e claro está, da pessoa que o utilize. No “mundo real”, o da existência humana, existem pessoas que fazem e pensam no bem dos outros, mas existem outras que pensam no seu próprio interesse, isto é, tudo o que fazem é para construir-se a si mesmos, para o seu único e exclusivo prazer, quer dizer, vivem só para si mesmos. Isto tem um nome: EGOÍSMO, e este sentimento, levado a este extremo, é algo patológico. Continuo a reflexão voltando aos instrumentos de que tanto nos tornámos dependentes, estes em si, objectivamente não são maus, mas pode o sujeito que os utiliza ter má intenção. Esta é a realidade em que vivemos, não uma outra que especulemos. Os instrumentos podem ser mais ou menos importantes, mas não são um bem supremo, mas o Homem é, a CRIANÇA é. Sendo assim só teremos que contribuir na construção e na defesa daquele que é o bem mais precioso: OS NOSSOS FILHOS. Estes valem mais que toda a ciência e mais que todas as técnicas, e se estas existem é para o bem, é para servir o Homem na construção desse mesmo bem, na construção do “ser pessoa”. Não podemos ser tão ingénuos pensando que o mal não existe, claro que não devemos viver amedrontados e com receio de “tudo”, o problema é que este “tudo” é abstracto. Devemos, isso sim, ter receio das coisas concretas aquelas que põem em causa e atentam contra a liberdade e à dignidade a que a criança tem direito. Todos temos direito a possuir o que quisermos, mas um FILHO não entra neste mesmo conceito de direito, gerar um ser humano não é propriamente o mesmo que gerar um programa, ou possuir um ordenador e o domínio da técnica da internet… Pensamos por vezes que possuindo toda a técnica podemos dominar a própria ciência e até a natureza e claro todos os instrumentos com os quais nos “divertimos”, trabalhamos, e que de certa forma tornámos absolutos, mas a realidade não é esta. Existimos para fazer o bem, para amar. O ser humano tem muitos limites, mas mesmo muitos… Existem pessoas que passam praticamente todo o seu tempo a “maquinar e a pensar” como utilizar e dominar de forma mais perfeita e eficaz qualquer tipo de instrumentos, qualquer tipo de técnica, para poderem violar, usurpar e entrar abusivamente na vida intima das suas pretensas vitimas. Agem como “abutres” na busca doentia da sua presa, sedentos da vida de alguém que elegeram por ser fraco e débil, no facebook, nas fotos tiradas na Escola e expostas ingenuamente, em blogues, ou nos telefones…, tudo para matar um vazio, de afecto equilibrado, procurando em tudo um prazer desequilibrado para saciar o seu ser mesquinho e doentio. Uma pessoa que está incapacitada para amar só pode perverter o afecto, o amor. Destes temos o GRAVE DEVER de defender, por estar inscrito na natureza humana, o bem mais precioso e valioso que nos foi dado, os filhos, que estão ao nosso cuidado, à nossa guarda, para que possamos contribuir para o seu equilíbrio psico-afectivo, sua harmonia, quer física, quer espiritual, no fundo para que estas crianças sejam verdadeiramente felizes. Sem duvida que é muita a responsabilidade que temos como pais e da qual não devemos demitir-nos… Eu e a minha esposa temos 8 filhos e estamos imensamente gratos a quem nos adverte e ajuda para que melhor e com mais conhecimento possamos de forma tranquila e serena, sem dúvida, mas também determinada no actuar da defesa daqueles que nos foram confiados à nossa pobre e limitada existência. Não devemos demitir-nos nem deixar-nos iludir por falsas “idéias” ou “teorias”. Não deveríamos igualmente demitir-nos de de usar a capacidade que nos distingue dos seres irracionais: a inteligência. Claro que somos livres e é nessa condição humana que por vezes, sem nos darmos conta, ingenuamente nos tornamos superficiais e até arrogantes pensando ser auto suficientes, ficando desta forma vulneráveis aos verdadeiros “predadores da raça humana”…

    • A

      Fevereiro 28

      +1

    • FSM

      Fevereiro 28

      Estou praticamente de acordo com muito do que diz, mas este não é o tema em questão. A criança pode ser provada numas coisas, mas noutras deve ser defendida e protegida. Existem riscos que podemos correr e outros não. Os pais podem deixar o filho correr na areia, transpirar, sujar-se, até magoar-se, mas se a bandeira é a vermelha os pais têm o dever de o defender se este insistir ir nadar, pois pode morrer… Tudo tem a ver com a idade que tenha, o que pode fazer um rapaz de 18 anos, não é o mesmo que pode ser permitido a uma criança… Tudo deve ter um equilíbrio, o que pode e deve fazer tem que ser proporcional à idade e ao seu entendimento sobre as coisas. Claro que a criança deve ser contrariada, uma coisa é deixar a criança brincar com um fósforo e queimando-se, aprendendo com a experiência, outra é deixá-lo brincar com uma granada que o pai guardar do tempo da guerra…

    • Marisa Luna

      Fevereiro 28

      Ora aí está!!!
      Concordo em absoluto.
      Quero acreditar que todos os pais amam os filhos de tal forma que farão de tudo para os proteger, mas há que não cair em exageros e tornar os filhos em peças de cristal.
      Importante é dar-lhe valores, educação, segurança e afetividade, junto com ferramentas para se defenderem em quaisquer circunstâncias.

    • filipa

      Março 1

      Bem dito ” irmao msis velho”

  27. Andreia Pinto

    Fevereiro 28

    Tanto exagero. Mais vale trancar os miúdos em casa, colocar-lhes uma televisão ou computador à frente e escondê-los do mundo. Claro que há alguns cuidados que se deve ter com as fotos dos nossos filhos que se coloca no Facebook e outras redes sociais. Mas o mais importante é olhar por eles na vida real. Quantas mães expõem diariamente os seus filhos a perigos reais, excesso de televisão, sedentarismo, não deixar os miudos sair à rua ou porque está frio ou tem carros ou sei lá mais o quê, não olhar devidamente por eles quando saiem de casa, etc. Pensam vocês que os Pedófilos só vêm as “presas” na internet? Enganam-se. Trata-se de questão de oportunidades, ver uma criança sozinha, ver uma mãe desatenta, costuma-se dizer que a ocasião faz o ladrão. No tempo de Rui Pedro não havia tanta afluência à internet e havia pedófilos na mesma. Ter cuidado com o que se coloca nas redes sociais é importante, mas o mais importante é olhar por eles na vida real. Deixar que eles vivam livremente, que possam experênciar coisas mas sempre com o olho atento.

  28. David

    Fevereiro 28

    Olá a todos,

    Raras vezes comentei um blog, mas neste caso sendo Pai e trabalhando no mercado de publicidade digital há mais de 13 anos sinto-me na obrigação de alertar para este problema, na verdade estou cansado de avisar amigos e conhecidos, mas a verdade é que sou constantemente ignorado.

    Ainda em Novembro passado foi montada uma operação com uma fotografia falsa (modelada em 3D) de uma criança que caçou milhares de pedófilos e acreditem que não foi preciso uma fotografia com teor sexual para chamar atenção destes predadores sexuais, leiam o artigo em baixo.

    http://www.telegraph.co.uk/news/uknews/crime/10429608/Virtual-girl-Sweetie-catches-thousands-of-paedophiles.html

    O problema é real e ao publicarem fotografias dos vossos filhos na Internet e nas redes sociais não os estão a proteger e se vão confiar em algoritmos e definições de privacidade dos serviços estão a confiar em algo que não controlam, pois se querem privacidade não publicam na internet é tão simples quanto isto.

    Cumps,

    • vanessa

      Março 2

      Concordo plenamente e também vi o artigo há algum tempo,os resultados deixaram-me chocada!! deviam faze-lo mais vezes para apanharem essa gente…mas o problema ás vezes não é uma foto e sim a responsabilidade de pais darem tlms e deixarem as crianças terem perfis nas redes sociais sendo ainda tão novos!Sou mãe e acho que um começo será esta restrição pois eu não tive tlm nem internet e vivi uma bela infância e os meus pais alertavam-me muito de casos de rapto etc…felizmente nada me aconteceu…enfim este mundo está dado ás tecnologias e tende a piorar infelizmente.. já fiz um comentário semelhante num blog de Inglaterra e “atacaram-me” com o facto de o porquê as crianças terem de ser castigadas por causa de gente ruim!! :/ ..eu achei ridículo esta mãe achar que a filha/o não ter tlm e perfil na rede social estar a ser um castigo!!se nós podemos prevenir porque não??estarei eu assim tão errada???

  29. ana

    Fevereiro 28

    Obrigada pela partilha! Sou do grupo de mães que nao publica fotos…nao gosto e nunca gostei. Trata-se de privacidade…mesmo fotos minhas raramente publico, basicamente so se for identificada!! Ja fui muito criticada mas eu é que sei…Infelizmente tenho uma conhecida que teve problemas com fotos de uma criança onde encontraram em sites menos proprios! Quando os meus filhos forem maiores ja têm opçao de escolha tendo e sabendo toda a informação! Quando quero mostrar fotos existe emails e skypes onde é privado! Não gosto do Facebook, apenas para trabalho… Mas nao ha ninguem igual…

    • FSM

      Fevereiro 28

      Estou praticamente de acordo com muito do que diz, mas este não é o tema em questão. A criança pode ser provada numas coisas, mas noutras deve ser defendida e protegida. Existem riscos que podemos correr e outros não. Os pais podem deixar o filho correr na areia, transpirar, sujar-se, até magoar-se, mas se a bandeira é a vermelha os pais têm o dever de o defender se este insistir ir nadar, pois pode morrer… Tudo tem a ver com a idade que tenha, o que pode fazer um rapaz de 18 anos, não é o mesmo que pode ser permitido a uma criança… Tudo deve ter um equilíbrio, o que pode e deve fazer tem que ser proporcional à idade e ao seu entendimento sobre as coisas. Claro que a criança deve ser contrariada, uma coisa é deixar a criança brincar com um fósforo e queimando-se, aprendendo com a experiência, outra é deixá-lo brincar com uma granada que o pai guardar do tempo da guerra…

  30. Há crimes tão violentamente absurdos que por vezes não nos lembramos deles. Cuidados e caldos de galinha nunca fizeram mal… Mas a maioria dos crimes de rapto em Portugal são de pais a quem não foi atribuído o poder paternal.

  31. AnaSoares

    Fevereiro 28

    Sinceramente acho que nem tanto ao mar nem tanto à terra. Tenho um filho de 3 anos e gosto de colocar fotografias dele ( para as pessoas que eu conheço, amigos e familiares), poderem ir acompanhando o crescimento e as patifarias. Actualmente já tenho alguns dos cuidados aqui descritos, mas calma, dizer que quem publica fotos dos filhos fomenta raptos e afins, parece me exagerado. É tudo uma questão de bom senso, e honestamente quero acreditar que todos os pais, querem o melhor para os seus filhos. Vamos lá a ter calma com posições histéricas e extremistas.

    • sofia

      Março 1

      o melhor para os filho…… colocando fotos deles nas redes sociais? O facto de colocar fotos dos filhos, não é para enaltecer os filhos muito menos para o bem deles, mas sim para os pais se “evidenciarem” ou “enaltecerem” “realizarem” enfim enúmeros adejectivos que podem classificar……hello estudem um pouco de psicologia….não é difícil de entender, aconselho a fazerem uma autoanálise!

      • AnaSoares

        Março 1

        Cada um é livre da sua opinião. E não, não preciso de estudar psicologia nem recorrer a uma autoanálise. Tenho perfeita consciência que não preciso de usar o meu filho para me enaltecer ou realizar. Talvez fosse bom, não fazerem tantos juízos de valor. Todos temos telhados de vidro. Se for preciso têm tantos cuidados com fotografias e depois deixam andar os filhos sozinhos pelos centros comerciais e praias, como casos que eu conheço. Bom senso, menos extremismos e histerismos.

    • Mónica

      Fevereiro 28

      Nunca tinha lido este artigo Joana. está a ser irónica? Não sei se percebi. Muito interessante esse artigo, completa bem o que escrevi. Obrigado, Mónica

  32. O artigo e todos os comentários concordantes com o artigo são uma autêntica parvoíce!

    Onde é que já se viu virem para aqui com recadinhos para os papás, quase lhes passando atestados de incompetência?

    Os pais que quiserem exibir fotografias dos filhos na internet, exibem. Ponto final. Ninguém tem nada a ver com isso.

    Além do mais, onde já se viu privar os pedófilos de poderem continuar a masturbar-se enquanto escolhem, aleatoriamente, as fotos que os pais decidem livremente colocar na internet?

    Eu acho que um comportamento desses é discriminatório e totalmente inaceitável.

    A minha revolta é tanta que terei de escrever em maiúsculas: NÃO É CONCEBÍVEL QUE SE PRIVE OS PEDÓFILOS DE CONTINUAREM A MASTURBAR-SE A OLHAR PARA OS VOSSOS FILHOS.

    Os pedófilos são seres humanos como qualquer um de nós, e se eles têm o hábito de se excitarem a olhar para os vossos filhos, eu acho que deveriam continuar a publicar fotografias dos meninos no banho, na escolinha, na festinha, etc…

    Até porque, que raio!, que mal faz isso às crianças? Porventura tira-lhes a virgindade?!

    Além disso, eu tenho imenso orgulho nos meus filhos e ficaria muito satisfeito se soubesse que não sou apenas eu que os admiro. Quero lá saber se propagam as suas fotos em círculos fechados ou abertos. Tratam-se de fotografias, apenas…

    Quem gostar dos meus filhos é como se gostasse também de mim. E não é por se ser pedófilo que se perde a natureza humana, ou será que viram bichos do mato?

    E basta um palmo de testa para saber que ninguém gosta mais de criancinhas do que os pedófilos. A sociedade é que corrompe isto tudo. Na Época Medieval queimavam-se bruxas na fogueira, hoje querem queimar pedófilos na praça pública das redes sociais. Deixem-se de parvoíces!

    Eu hei-de continuar a publicar as fotografias que eu quiser. E não me incomoda NADA imaginar que um pedófilo ejacule para cima dos retratos dos meus filhos!

    Sinceramente…

    Bem, vou tomar o meu comprimido de lítio e adormecer serenamente, pois este assunto não me tirará o sono, sobretudo porque eu NUNCA fiz mal a ninguém, razão pela qual nada temo. Ando nos caminhos da rectidão e Deus protege-me. Ámen.

    • sofia

      Março 1

      Muito bom!

    • sofia

      Março 1

      Só mais uma coisinha para acabar e isto para confirmar que a questão não é de facto “mostrar” a evolução, crescimento ect ect dos filhos como há pais aí a defenderem, que é para mostrar os filhos aos seus familiares etc ect ect, é o seguinte: Isto até começa numa fase embrionária, chegam a colocar “fotos” das Ecografias nas redes sociais…. isto é o quê???????? É de facto um problema que os pais tem naquela linda cabecinha que nem eles se apercebem… e mais não digo!

    • É meu, isso precisa mais do que um comprimido… Sério – GET HELP!

      • SARCASMO, Pedro Ferreira.

        Se fizesses ligações sinápticas terias percebido isso…

  33. MFel

    Março 1

    Concordo completamente com o artigo
    Mas estou a ver tanta tanta gente a bater com a mão no peito, mas na verdade todos já cometeram esse erro.
    Ninguém é igual a ninguém. Cada um tem a sua opinião formada. Deixem as pessoas pensar como quiserem e deixem de criticar.
    O mais deprimente além do assunto em questão é a linguagem degradante de muita gente civilizada como aparenta ser.

  34. sofia

    Março 1

    Acho o artigo fantástico, pois sempre fui apologista de que não se deve colocar fotos de menores nas redes sociais….Acho muito triste haver pais que defendam que cada um deve fazer o que quiser com as fotos dos seus filhos, de facto há pessoas que nunca deveriam ser pais!

    • AnaSoares

      Março 1

      Sofia por acaso tem filhos?! De certeza que é a super mãe, dona da razão e da verdade! Mas quem é que se julga para dizer que algumas pessoas não deveriam ser pais? Talvez um dia aprenda que pela boca morre o peixe. Santa paciência!

  35. Cristina

    Março 1

    Embora eu seja de opinião que há um exagerar de riscos (os raptos de crianças, por exemplo, pouco ou nada têm a ver com o FB, a não ser em casos muito particulares) reconheço que há perigos e, acima de tudo, é a privacidade de crianças que está em causa. Ainda assim, já publiquei fotografias da minha filha. No entanto, a minha lista de amigos do FB é reduzida e não estão todos com as mesmas definições e por isso posso selecionar quem vê as fotografias que coloco. Além, disso, as definições de privacidade da minha conta estão, na medida do possível, limitadas. Estas definições de privacidade são eficazes? Talvez não o sejam totalmente mas confio que esses limites associado ao facto de os meus amigos serem limitados e controlados ajude a minimizar os riscos. Quanto à privacidade das crianças, parece-me que ninguém se preocupa tanto quando são filhos de outros, fotografias, por exemplo, de crianças negras tiradas em férias. Estas fotografias vão parar a blogs, FB, a todo o lado e já ninguém se preocupa com a privacidade dessas crianças.

    • Só fala do FB porquê? Nos idos de 2005 já eu usava (e muito) o Hi5… Nunca ninguém culpou o Hi5 por raptos, abusos, infanticídios…. Será pela pouca popularidade na época, ou existe mesmo uma “vendetta” contra o Fb??

  36. NUNO

    Março 1

    LAmento, tirando a questão das fotos seminuas e etc.. O resto do post nao faz sentido.
    Nada protegerá a criança se ela se deparar com um monstro que embique com ela. Qualquer sociopata que queira fazer mal a uma criança basta sentar-se a ler o jornal em frente ao infatario, vai ter acesso automático e com precisão quem é pai mae matricula da viatura e horarios dos mesmos, é mais prático e a “fotografia” corresponde a realidae no imediato, não corre o risco de se dar o trabalho de perseguir e encontrar crianças que depois ao vivo teem mais dois ou três anos. Verdade é que a probilidade de seu filho ser abusado por um proferssor , cunhado, padastro , padre e 10 vezes superior a um manico caça-la atraves da internet, mesmo pq é mais fácil e eficaz dar uma voltinha ao parque.

    • Tal e qual, e além do mais todos nós sabemos que os predadores sexuais gostam de ver e cheirar. Como os cães! Além disso, está provado que a maioria dos abusos/raptos/maus tratos são feitos maioritariamente por pessoas chegadas ás crianças (pais, tios, professores, funcionários, etç). E as fotos colocadas na net por pedófilos, são de crianças traficadas/raptadas…

  37. lurdes

    Março 1

    Muito obrigada pelo alerta, por vezes não passa pela nossa cabeça que realmente tudo que disse pode acontecer.

  38. O que será dessas crianças que fazem comercial, e saem em tudo que é revista, em sites Crianças q são modelos e tem páginas de fb publica, com milhares de fotos, lol
    Acho um exagero antes de ter internet já existia sequestros, e pedófilos e afins , e não é por colocar fotos para amigos ver, que vamos colocar nossas crianças em perigo. se assim fosse essas crianças modelos estariam agora tudo em mão dos pedófilos. E MUITAS vzes os pedófilos são os pais os avós os tios. já pensaram? LOL pois vamos começar a pensar em todos perigos do mundo e vocês vão viver em demência constante !

    • Éh pá! E se o meu filho é raptado? É melhor fechar o puto em casa… E se a casa cai? Afinal de contas ouvi um vizinho dizer que o construtor era aldrabão e que isto pode cair tudo. Mais vale ir para outro lado viver com o puto. Mas e se me raptam a mim e a ele pelo caminho? Aiii!

  39. Catarina

    Março 1

    Boas.
    Venho agradecer o post e sugerir algo à autora do blog.
    Faça uma cuidadosa triagem dos comentários que aprova, porque há aqui alguns cujo conteúdo agressivo, ordinário e verbalmente violento tornam-se verdadeiramente intimidantes.
    Já que as pessoas não sabem ser educadas, civilizadas e falarem sem se maltratar, então não deverão poder comentar. Há muitas formas de mostrar desacordo sem ser com a intimidação violenta, palavrões de baixo nivel e por aí….enfim , apenas uma sugestão.

    • Mónica

      Março 1

      Catarina,
      Tem toda a razão. Mas nem imagina a quantidade de comentários que não estou a aprovar. Foram mais os que aprovei… Não percebo esta falta de senso ao conversar sobre um tema tão sério. Isto é um espaço para boas conversas e insistem em vir para aqui com uma agressividade constante. Peço mil desculpas Catarina, vou ter ainda mais cuidado. Normalmente tento ler todos os que tenciono aprovar, mas quando tenho pressa, peco por alguma distracção. Vou rever tudo e apagar os que incluem insultos… Beijinhos, obrigado, desculpe, Mónica

  40. Acho que todo acima devem ter sua razão… Tirar fotos a crianças é algo que existe desde que a foto foi inventada. Fotos essas publicadas na net, desde que surgiram redes sociais, (tais como MSN, Hi5, Facebook, etç). Agora a liberdade é soberana. Se deixamos uma foto partilhada, ela será partilhada com os atributos deixados por nós. Eu posso só partilhar uma foto com familiares ou amigos E familiares. Virus que roubam informação informática existem, mas virus que roubam fotos de crianças para dar a pedófilos? Absurdo!
    Conclusão: Se sabe o que faz e tem controlo – Partilhe se medo nem receio. Se o seu computador anda dia sim dia não no técnico, e “não sabe bem o quê lhe pediu algo na net para instalar” e aceitou? Pegue nas fotos e guarde num CD ou pendrive…

  41. Ana

    Março 1

    Não percebo como é que se defende tanto a privacidade e depois se é capaz de fazer todo e qualquer tipo de comentário irracional, rancoroso, insultuoso… EM PÚBLICO E NUMA CONVERSA COM GENTE QUE NÃO SE CONHECE DE LADO NENHUM … sinceramente acho bem pior que partilhar fotos com família e amigos e que ninguem obriga a que sejam públicas… de facto a internet tem muitas coisas más… uma delas é permitir às pessoas libertar a sua feceta mais primitiva ao abrigo de um suposto anonimato lol

  42. Heidy

    Março 1

    O que muita mãe esquece é que os filhos são seres humanos com sua própria vontade e particularidade, e tem direito de ter sua intimidade preservada, já vi mães postando fotos dos genitais da criança exposto, da criança chorando encatarrada numa situação constrangedora e que certamente lhe será motivo de vexame futuramente, eu penso e penso e muito antes de postar fotos do meu filho e quando posto pergunto pra ele se eu posso.

    • São crianças… O meu primo têm uma foto sentada no penico e é a foto mais circulada no meu album de família (não virtual) o meu primo têm agora 25 anos e todos achamos piada á foto, inclusiver ele. Não acho que seja por aí

  43. Ricardo

    Março 2

    TENHAM MEDO, UIII TENHAM MUITO MEDO DO BICHO PAPÃO! Que exagero descomunal que por aqui vai, suponho que é daquelas pessoas que não permite que as crianças brinquem no chão, ou toquem em animais?

  44. Isabel

    Março 2

    Na minha opinião, acho que cada um deve tomar as suas próprias decisões. Muitos outros factores (e mais importantes) condicionam a diferença entre bons e maus pais. Podem estar trinta fotos da criança no fb que se ela não tiver autorização para sair sozinha da escola, souber como agir perante estranhos e estiver acompanhada com adultos responsáveis, penso que talvez não seja um bom alvo. Claro que a prevenção nunca e demais… Mas q.b.? Para além disso… Pedofilia e tráfico humano existia já muito, muito antes da internet… Certo?

  45. Talvez haja um pouco de exagero nestas advertências, mas sem duvida que existem fotos de crianças que nunca deveriam ser postadas essencialmente nus ou com roupa muito reduzida no caso de já não serem tão bébés. É bom que ninguem se esqueça que a pedofilia existe….. Mas o que eu acho ainda mais chocante, são os postes de fotos enquanto as pessoas viagem, postes esses que identificam a zona onde se encontram ” Muitas vezes bem longe de casa”, fotos essas que além do local identificam dia e hora….. Meus amigos…. Acho muito sinceramente que estas pessoas estão a um passo de um dia chegarem a casa e terem uma tremenda desagradável surpresa…..

  46. Sandra

    Março 2

    Muitos parabéns pelo seu post .

  47. Eu não percebo qual é o problema… Se uma conta do facebook tiver apenas “as pessoas que realmente conhecemos” e não 2000 amigos como muitas costumam ter, e se tivermos o perfil com privacidade apenas para os amigos. Qual é o problema?

  48. cp

    Março 2

    eu, por via das dúvidas, nem sequer publico fotos dos meus filhos. e as que publico minhas tenho sempre o cuidado de ver o que está por trás da minha imagem, ou reflectida em espelhos. E nunca fiz mal a ninguém!!!

  49. Sx

    Março 2

    Ficam a saber que as fotos das crianças nas redes sociais são roubadas por pedófilos
    deixo aqui um link
    http://www.digitaljournal.com/news/world/facebook-pedophiles-being-exposed-by-anonymous/article/372667

  50. H.P.

    Março 2

    Quantas pessoas das que comentaram este artigo toma ou tomaram algum tipo de anti depressivo?

  51. Grande exagero encontro no tom e conteúdo de grande parte dos comentários. Obviamente respeito todos.
    Porém, se me permitirem também dar a minha opinião, digo-vos que se está a construir a sociedade do medo. Medo de tudo e mais alguma coisa !
    A pretexto de que pode acontecer algo, decidimos como se o mundo fosse desabar em cima de nós.
    Se um avião cai, apesar de ser o meio de transporte mais seguro do mundo, lá vamos nós a correr cancelar a viagem que há tanto tempo sonhámos ! Se encontramos um estranho no elevador do prédio, cuidado que pode ser um ladrão ! E por aí em diante …
    Vivamos a vida com tranquilidade, e deixemo-nos de ver papões em cada esquina.
    Perigos vários sempre existiram e existirão. Mas … nada de exageros ! Construamos a felicidade com base no bom senso.

  52. patricia

    Março 3

    Bom dia a todos. Eu acho que temos de respeitar a opiniao dos outros mesmo que a gente nao esteja de acordo. Eu acho que cada um pode comentar a sua opiniao mas acho que nao e bonito criticar os outros. Ninguem e perfeito todos nos temos os nossos defeitos.
    Obrigada

  53. Eu acredito que quanto mais informação houver disponível melhor pois a transparência de conteúdo deve ser feita por cada indivíduo e como tal essa mesma transparência praticada na Internet pode e já ajudou tanto a encontrar os “ditos sujeitos” bem como encontrar pistas ou dar pistas sobre alguém em algum acontecimento menos bom.
    Agora nunca e jamais poderemos de nos esquecer: ATENÇÃO PERMANENTE DOS MAIS PEQUENOS.
    Cmps, Ricardo Barros.

  54. Não tenho filhos mas sempre vejo fotos de crianças no Facebook das minhas amigas expostas demais. Aqui no Brasil o desaparecimento de crianças é muito comum, então todo cuidado ainda é pouco pra preservar a integridade dos pequenos, porque um adulto até consegue se defender de uma possível ameaça, agora uma criança.. Ótima reportagem!

  55. Sissi

    Março 4

    Parabéns pelo artigo! Infelizmente vivemos numa sociedade que o que importa é ser visto, muitas das vezes sem pudores ou consciência dos resultados desses actos, especialmente com crianças! Como órgão de polícia criminal, onde deparo com diversos crimes sexuais, nos quais se enquadram os de pedofilia, as pessoas não têm a mínima noção da depravação que existe neste mundo! Existem pedófilos que se comportam como verdadeiros predadores nas redes sociais, acedendo diariamente a diferentes perfis à procura de fotos de crianças, nos quais se incluem os VOSSOS filhos, com o propósito de as reencaminhar para redes de pedofilia nacionais/internacionais, ou transformar as mesmas através de fotoshop (adicionando elementos ou construindo as crianças ideais através da junção de partes do corpo que mais lhes agradam) ou satisfazer os seus ímpetos mais abomináveis! Estas são situações em que não existe contato físico, mas não sei qual é o pai que se sentiria bem sabendo que as fotos dos seus filhos são utilizadas para estes fins, no entanto o pior é quando surge um verdadeiro interesse na criança e aí eles vão à procura dela! Mais não é necessário dizer…. Agora parte da consciência de cada um.

  56. Já publiquei muitas fotos do meu filho e outras crianças familiares. No entanto tenho sempre alguns cuidados; como não colocar a localização da mesma, nunca partilhar para o “Público”, nem sequer com os amigos(conhecidos), e tento sempre que as amizades do facebook sejam de facto amizades verdadeiras, tendo assim um numero pequeno de amizades no mesmo. Por fim, evito mesmo que conheça ter amigos no FB cujo o numero de amizades seja estupidamente grande… E desde já aprecio esta iniciativa.

  57. Estupidez pura, então também é crime se alguém tirar uma foto onde aparecer alguém ao fundo que não queria aparecer. É por este tipo de atitudes que estas novas gerações estão como estão: perdidos no álcool, marijuana, bulling infantil, só brincam com computadores, não se podem sujar, ou seja, nem defesas ganham para proteger a sua saúde.

    • Quando falo de fotografias, atenção, digo aquelas tiradas em escolas, agora nudismos concordo plenamente que não se devem expor na internet ou em qualquer lado, pois, a criança a quem lhe é tirada a fotografia não o faz de livre arbítrio e há sempre predadores na internet. Agora, que os pais devem ser mais tolerantes com os filhos em termos de deixarem brincar na terra, molharem-se em charcos de água, só faz bem à saúde. Desenvolvem defesas.

  58. sc

    Março 5

    Ola …eu tambem sou mae … e depois de ter lido alguns destes comentarios fico chocada como nestes tempos de hoje em dia, onde tudo se ouve e se vê ,e com tanta iinformacao , como pode haver gente tao ingenua e crua….
    Claro k se isto fosse um conselho de beleza ou algu pareciido iam ser espertinho/as….
    Pessoal respeitem se, respeitem a vossa privacidade, acima os de tudo os vossos filhhos !!!! Os outros nao precisao de saber o k cada um de nos tem!!!!

  59. Fernando

    Março 6

    Há anos que venho defendendo o mesmo…

    em 2006: http://pt.netlog.com/MagiCminD/blog/blogid=281121#blog

    Em 2007… resolvi expor uma outra opinião que me deram sobre o meu ponto de vista:
    http://pt.netlog.com/MagiCminD/blog/blogid=695304#blog

    2009: http://pt.netlog.com/MagiCminD/blog/blogid=1864099#blog

  60. Este artigo é um plágio deste: http://diiirce.com.br/fotos-de-criancas/

    Acho que deveria fazer menção à fonte por uma questão de respeito pelos direitos de autor e ética.

    • Mónica

      Março 6

      A fonte está no final do texto. Por favor, tenha atenção antes de usar essa palavra.
      Entretanto, acabei de conhecer o seu blog e gostei muito.
      Obrigado,
      Mónica

  61. Lucia

    Março 11

    É um absurdo colocar fotos de criança na internet,seja facebook ou qualquer rede social, é um prato cheio para os bandidos,com certeza redobrou o numero de desaparecidos de dez anos pra ca,quem quiser que coloque,eu cuido dos meus…

  62. Pri

    Março 13

    Boa matéria.

    Acho que a maior parte das pessoas já colocaram as questões pertinentes – liberdade de expressão – privações, riscos, os cuidados tomados e tudo o mais.

    Cabe lembrar que hoje, nos tempos atuais, não vivemos mais num mundo onde a memória é esquecida ou queimada em praça pública.

    Cada pessoa que postou neste blog pode ser rastreada e ter seus dados analisados virtualmente e sem que saiba que está sendo monitorada, inclusive eu mesma.

    Hoje somos todos “monitorados” enquanto estamos on-line. É como o mundo funciona hoje.

    Cabe a cada um decidir o que pretende deixar para ser lembrado na posteridade e que não será apagada….

    Infelizmente, a juventude hoje não consegue perceber o alcance que suas atitudes terão no futuro.

    Sds.

  63. cristina

    Março 13

    Como dizia a minha mãe… quando a água fria bate na bunda…. todos aprendem a nadar…
    Nada mais a dizer….
    Só espero neste caso… que a água fria nunca bata na bunda de ninguém…..

  64. Vera

    Março 17

    Caríssima Sara Mantero,

    Fico muito feliz por ouvi-lá dizer que nenhum mal lhe aconteceu. Não creio que haja problema em partilhar q.b as fotos de filhos, em redes sociais, dependendo, é claro, da privacidade do seu perfil.
    Agora pergunto-lhe se acredita mesmo que o facto de ser boa pessoa significa que nenhum mal a atingirá, nem a si nem aos seus??? Não é tão ingénua a esse ponto. Quem dera que esse mundo imaginário onde vive, ou pensa que vive fosse real.
    Espero, sinceramente, que nenhum mal lhe aconteça.

  65. annydajuba

    Março 18

    Oiii
    boa noite
    encontrei seu blog e achei interessante o seu post tambem sou blogger tambem e decidi dia 20 de março postar algo relacionado com este seu post por isso depois passa por lá e vê que falei**
    fico a sua espera

    http://annydajuba.blogspot.pt

    • Mónica

      Março 18

      Olá! Obrigada pela mensagem. Vou já conhecer o seu blog e fico então à espera do seu POST.
      Beijinhos,
      Mónica

  66. Acho que tudo que é exagero é mau. Tanto é mau estarmos a colocar as fotos das nossas crianças em excesso como pensarmos que estão uma infinidade de malfeitores exclusivamente á espera que ponhamos uma fotografia onde se vê o anúncio do cão perdido da nossa rua só para sabermos onde moramos. O melhor mesmo, é que o bom senso de cada um impere e estejamos atentos aos perigos. Quem acha que as redes sociais são mais malévolas que benéficas tem bom remédio: feche a conta que nada de mal (por essa via) lhe acontecerá. Caso contrário tenha presente que tudo o publica pode ser potencialmente visto por toda a gente e meça cada uma das coisas que publica. Nem 8 nem 80.

  67. Sophya

    Março 22

    Tantas vezes que já fiz comentários deste género… Não porque seja a minha opinião sincera, mas simplesmente apetece-me ser do contra, retorcer o artigo/comentário…
    Já viram que ela só fez dois comentários? E já viram que quase todos foram em resposta a ela? E ao artigo? Quase nenhum/pouquinhos… A quantidade de energia que está mal direccionada!

    Tenho página no facebook, não pus e nem porei fotos da minha descendência. Para isso uso o email e não envio para qualquer pessoa.

    Nunca fui assaltada e dispenso a experiência, sei que estou protegida mas também faço a minha parte, não sou vaidosa, não uso jóias.

    Agora, se estiver para aí virada sou capaz de dizer o contrário só para me rir da indignação alheia!

    Fico horrorizada é com a pobreza que vejo nas ruas, os pedidos desesperados nos olhos…
    Onde estou? Em Paris… Vim cá 4 semanas e dá para ver muita coisa no centro e nos arredores.

    Não percam a vossa energia com textos… Nem sabem quem os fez!

    Sejam felizes.

  68. Algumas pessoas vivem como se as coisas nunca fossem acontecer com elas, vivem se expondo, mas expondo as crianças acho uma grande irresponsabilidade. e falta de compreensão da dimensão que significa as redes sociais. Vivem em um mundo paralelo onde não existe violência.

  69. Giovanni

    Abril 11

    Cambada de histéricos malucos.

  70. Ana Costa

    Abril 11

    Não é preciso fazer mal alguém… às vezes basta os caminhos das nossas vidas se cruzarem com quem não devia… pessoas com as mentes doentes e sem escrúpulos…. há 2 dias descobri um fecebook de um pedófilo com fotografias de outras crianças e com fotografias que me meterem nojo até posso descrever dois livros infantis e um frasco de vaselina no meio e nos comentários surgiam palavras secas, frias e risos de maldade… arrepiei-me de pensar como existem animais assim nojentos… e como uma mãe está descansada com as suas fotos enquanto noutro lado está alguém a postar as fotos dos filhos e a dizer coisas que nenhuma mãe quer ouvir… a verdade é que sempre houve pedófilos, não foi só por causa da Internet mas a verdade é que a Internet veio possibilitar comunicação e uma proximidade maior à vítimas que existem… Hoje em dia já não se precisa de motivos para fazer mal nem para matar, quantas vezes ouvimos situações de pessoas que mataram violarão só porque acharam que é bonito….

  71. Jaqueline

    Abril 16

    Dica preciosa! Colocarei em prática! Meu filho é meu maior tesouro!

  72. carolina

    Abril 16

    Isso nao tem nada ver, post totalmente desnecessário.. alguns pontos sim .. mas nao colocar fotos do meu filho de fraldas? voce tem que tomar cuidado com quem busca e pega no colegio, em casa quem entra e quem sai, no predio manter a segurança e a porta trancada! , e CUIDAR do seu filho com segurança…. ninguem evita um abuso ou um sequestro NAO tirando fotos de bebes de fraldas, ou na rua proximo de casa..

  73. Nome

    Abril 17

    Quanta gente a toa. Vai lavar roupa, capinar um terreno.

  74. Comentário

  75. paula

    Abril 17

    concordo que se preocupem, cada um faz e pensa como quer agora acho uma estupidez andarem a assustar as pessoas quando toda agente sabe que os perigos nâo estâo so na internet, voçês pode ter um conhecido, um vizinho e muitas das vezes sâo familiares mesmo que o fazem, com esses è que deviam de se preocupar pois sâo aqueles que nunca estamos à espera.

  76. maria

    Abril 17

    acho um grande exagero porem concordo com alguns dos pontos,porem lembre-se super proteção faz mal!

  77. Sinceramente o facebook não foi feito para crianças, mas sim para pessoas que tenham mais prática nisso. Eu sei que há pais que querem só o bem para os filhos, mas por minha opnião, eles deviam ter o seu próprio espaço.

  78. Ana

    Abril 21

    Cada um pensa o que quer e cuidar seus filhos como pensa ser melhor… Mas vc realmente acha que só acontecem coisas ruins se fizer mal a alguém? Nossa! Então ñ acontece mal com pessoas inocentes?! Uma dica: Quando se tem criança, todo absolutamente todos cuidado é poco!

  79. Ana Silva

    Abril 22

    Acho realmente que pensar que ‘só acontece aos outros’ é um bocado ridículo, mas há aqui comentários que partem para a agressividade. Cada um tem o seu ponto de vista e como vemos aqui uns bem mais conscientes do que os outros. Nos tempos que correm devemos desconfiar e nunca depositar confianças em quem não devemos e mesmo aos mais cuidadosos não é difícil tal acontecer… Mas na minha opinião mais vale prevenir que remediar

  80. nelson

    Abril 26

    Mais se a mulher é o melhor ser da face da terra, então pq todos os grandes inventos como por ex… a lampada, o telefone, o computador, etc… foram inventados por homens?????

  81. Achei exagero o primeiro. Não há nenhum problema relevante em postar um bebê de fraldas -.-‘
    Mesmo que pedófilos façam algumas imagens circular… isso é irrelevante e nunca afetará a pessoa -.-‘

  82. Tudo gente esclarecidamente ignorante. Continuem, partilhem orgulhosamente fotos dos petizes. Algures por esse mundo fora algum pedófilo (ou outra sub-espécie) agradeço-vos do fundo do coração. Vivam as redes sociais, agora qualquer pai ou familiar imbecil pode contribuir. Tanta estupidez aqui escrita!!!!

  83. O mal não esta num nem outro. Postar ou deixar de postar. A diferença entre o remédio e o veneno esta na DOSE. É algo realmente que devemos ter atenção e critério. Quem tem FB procure limitar os amigos que tem acesso. Não aceite amizades de desconhecidos…

  84. maria

    Junho 24

    Dizem os especialistas que mais de 70% dos casos de pedofilia não são provenientes das redes internacionais mas sim……. Dentro do círculo familiar/amigos/comunidade. A minha pergunta é: o que fazer quando o perigo anda à espreita mais perto? Não sair de casa com a criança? Não deixar ninguém olhar para ela porque pode ser malicioso? Essas precauções são adequadas sim, mas também considero exageradas face à realidade Portuguesa. É uma situação preocupante mas o alarme em excesso também pode ter efeitos nefastos, como por exemplo colocar as pessoas em constante sobressalto.. numa desconfiança permanente e acaba por ter efeitos negativos nas crianças, que crescem inseguras numa insegurança espelhada dos país. Algumas das medidas concordo claro, mas é insensato pensar que o facebook e os posts de fotos são a razão principal para um predador saber o paradeiro de uma criança. Um predador não escolhe as crianças pelas fotos… Infelizmente num ambiente mais presencial… É muito mais provável que estejam à porta de escolas, nos jardins infantis ou a viver ao nosso lado..antes do facebook ou das redes sociais, a pedofilia e gente nojenta já existiam….Postar fotos ou não, não vai alterar esse factor. Infelizmente.

  85. Bom, depois de dar uma vista breve pelos comentários (uns hilariantes, outros muito desconcentrados, outros preocupantes e outros com necessidade urgente de terapia de raiva) concluo que o melhor é não ter filhos.
    O mundo está, de facto, cada vez mais perigoso, altamente doente. Está tudo contaminado. Ser-se “excessivamente protector” (eufemismo para uma doença) é apenas um dos efeitos secundários de toda esta contaminação.
    A questão do “karma” (que parece ter sido a mais “debatida”, vá, nos comentários de todo este artigo preventor) é interessante. A meu ver está no intermédio entre despreocupação e excesso de protecção por ser uma forma mais saudável de lidar com TUDO, é o aceitar de todas as doenças.
    O paradigma é que os filhos que pomos neste mundo são a futura contaminação, nascem num mundo doente e doentes ficam.
    E tudo começa pelo amor a um feto que sai das nossas entranhas.
    Lanço aqui, então um outro tema, que pode ou não ser debatido, que é: se tem necessidade de libertar todo esse amor que tem para dar, há ziliões de formas de o fazer. Se esse amor é especificamente a criação de outro ser humano pode sempre adoptar, salvar portanto. Eu limito-me a querer cuidar de outras espécies porque os humanos (a comprovada doença) são de uma força imparável e a ajudar na criação dos mais próximos.
    Percebo que não haja ainda preparação para esta não só minha mentalidade mas inevitavelmente para lá caminhamos.
    Estamos a criar doenças alimentando este mundo doente em que estamos todos inseridos. Temos todos psicopatias provenientes da sociedade. Enquanto não nos tratarmos não vejo como poderá resultar a criação do outro.
    Há sempre muito mais a dizer mas não aborreço mais se assim tiver que ser.

  86. Eu já havia lido sobre isso nesse blog, alias, julgo que talvez vc tenha se inspirado nele para escrever o seu post. http://diiirce.com.br/fotos-de-criancas/

    • Mónica

      Agosto 28

      sim foi essa a minha fonte. bjs

  87. Concordo com todas estas precauções e se já tinha cuidado, agora terei o dobro!!!

  88. carla santos

    Novembro 5

    Tenho dois filhos e acho absolutamente irresponsável publicar fotos das crianças em qualquer plataforma que possa ser acedida pela internet. Todos nós nos babamos com eles e somos pais orgulhosos mas e que tal o antigo álbum de família, o partilhar as fotos com os amigos mais próximos? Isso sim é pessoal e intransmissível. Mas cada um é responsável por si e pelos seus…

  89. dragomad

    Fevereiro 7

    …todo o cuidado é pouco, mas se por causa dos bandidos ninguém sair de casa é solução? acho que devemos combater esses criminosos e não ser obrigados a viver escondidos.
    Error: You have entered an incorrect CAPTCHA value. Click the BACK button on your browser, and try again.

  90. raquel

    Maio 15

    Ao ver tantas mães e pais a publicarem todas as fotografias dos seus filhos, de todas as maneiras e feitios, a mostrarem os filhos maravilhosos que têm, ao mostrarem o seu amor incondicional para todos os que quiserem ver, questiono-me? Se fotografar o meu filho e não publicar a sua foto será que não gosto dele? Será que não o acho maravilhoso? Será que o meu amor por ele não é incondicional?
    É claro que, para mim, ele é o melhor do mundo, o mais bonito, o mais inteligente e do fundo do meu coração amo-o mais do que tudo na vida.
    Obviamente não publico a suas fotos, nem tanto pelos riscos que daí podem advir, mas sim porque considero que não tenho o direito de usar a imagem da pessoa que mais amo para me enaltecer e alimentar o meu ego. Como qualquer pessoa, ele tem o direito à sua integridade, à sua privacidade e à decisão de como se quer expor ao mundo.
    Não censuro, nem critico quem o faz – é uma opção de cada um. Mas lembrem-se das palavras de Saramago: “Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo”.

  91. Há pais que não se preocupam…
    À uns dias encontrei a foto do meu filho no facebook de uma tia de uma amiga do pai dele. Eu não conheço nem a amiga, muito menos a tia dela por isso pedi-lhe para falar para retirarem a fotografia do facebook porque eu não tinha dado autorização e não queria fotos do meu filho no perfil de pessoas que eu não conheço de lado algum e nem sei que amigos tem no facebook, e ele ainda me disse “Mas qual é o mal? É só uma fotografia de um bebé, acharam piada e publicaram, qual é o problema disso?”, apeteceu-me dar um tiro. Quer dizer, se um pedófilo publicar a fotografia do miúdo também não há mal, é só um bebé a que o pedófilo achou piada…

  92. Discussão interessante.

    Visita o meu blog : http://stylesoniastripes.blogspot.pt/

    Beijinhos

    Sónia Stripes

  93. O conceito de “terrorismo” é uma ameaça que cria um medo em nós de tal forma que nos faz mudar os hábitos e criar defesas para o combater.

    A pior derrota que o “terrorismo” pode ter é que as pessoas vivam sem medo, e continuem a viver a sua vida do dia-a-dia como antes.

    É óbvio que se deve ter algum cuidado com o que se coloca na internet, seja com ou sem crianças. Mas isso é senso comum!!

  94. COISO

    Maio 22

    Cá para mim, nem uma se devia meter.
    Quando tiverem idade eles logo escolhem se querem a sua vida exposta dessa forma.

    PS: Infelizmente não depende só de mim, pelo que deverão aparecer online eventualmente

    • Estou totalmente de acordo.
      Que saudades dos meus 10 albúns de fotos. Lindas fotografias que só mostrava à família e amigos.
      Era mais reservado, mas mesmo assim podemos correr perigo, quanto mais na net que nunca se sabe quem vê as fotos.

  95. Muito bem relembrado! Eu, pessoalmente, seria incapaz de expor os meus filhos. Eu não tenho inimigos (espero) e os miúdos também não, no entanto, haja bom senso ao partilhar coisas tão privadas, mesmo quando o fazemos apenas com pessoas de família e amigos. Na Internet todo o cuidado é pouco. Faça-se à moda antiga, tirem-se fotos, construam um álbum de recordações e depois convidem a familia para um lanche e vejam as fotos em conjunto. Ou se a familia estiver longe enviem uma foto por correio, é mais caro mas é mais seguro e à partida chega apenas onde tem de chegar. Os nossos filhos não são macaquinhos de circo para serem expostos a torto e a direito e além do mais eles têm direito à privacidade, quando forem mais velhos logo decidem o que querem fazer e se querem revelar a sua vida. Hoje em dia já não nada para revelar, está tudo exposto na internet e isso tira o interesse em conhecer mais sobre as pessoas e em descobri-las.

  96. Luísa

    Maio 22

    Olá…eu vi este filme numa sessão de informação sobre segurança com crianças e jovens utilizadores da internet. Fiquei deveras chocada. Foi em 2014 e em Portugal foram identificados até à altura desta sessão cerca de 20 pessoas envolvidas em tráfico e pornografia infantil.
    Aqui vai um breve texto para lerem e reflectirem.

    A tecnologia não funciona sempre a favor dos pedófilos. Por vezes, é mesmo uma arma fundamental para os apanhar. Talvez o exemplo mais concreto dessa possibilidade se chame “Sweetie”, uma menina virtual criada por uma organização não-governamental holandesa para “caçar” pedófilos online.

    Em 2013, e durante dez semanas (de maio a julho), uma equipa de trabalhadores dessa organização utilizou “Sweetie”, um avatar tridimensional criado para imitar (de forma hiper-realista) uma criança filipina de dez anos, para falar com predadores em salas de conversação online.

    A criança virtual falava por webcam com quem a abordava e acabou por atrair cerca de 20 mil adultos, que achavam estar a falar com uma menor quando, na verdade, conversavam com um avatar controlado por um adulto, com recurso a tecnologia de movimento bem sofisticada. Desses predadores, mil foram identificados e localizados pela equipa, servindo para demonstrar que é possível descobrir a origem de quem utiliza a Internet para contactar com menores e acabar com o seu anonimato.

    Os homens indicados durante a operação estavam espalhados por 71 países, todos ocidentais, e tinham como principal alvo crianças das Filipinas, país onde é comum haver pais que obrigam os filhos a realizar atos sexuais em frente a uma webcam em troca de dinheiro. Entre o milhar de predadores apanhados por Sweetie, três contactaram-na a partir de Portugal. Os dados foram todos entregues à Interpol e diversas autoridades locais. 46 pessoas foram detidas, só na Austrália. Resultou o julgamento de um pedófilo australiano de 37 anos.

    Esta condenação, que acabou por acontecer em outubro de 2014, foi a primeira a ocorrer com recurso a esta menina virtual.

  97. Tudo na vida deve ser feito com conta, peso e medida. É verdade que devemos ter certos cuidados mas não há que ser mais papista que o papa. E não é por publicarmos ou não fotografias dos nossos filhos que somos piores mães que as outras.

  98. Diogo

    Maio 23

    Isto é mesmo artigo de mães que não teem nada para fazer. Não ponham fotos nenhumas, ide trabalhar que deixam de pensar em parvoices como partilhar os vossos filhinhos que são irrelevantes para 99% da vossa lista de amizades.

    • Rute

      Agosto 11

      Pois… E se não querem fama não partilham.

      Se querem partilhar em privacidade com a família/amigos ou terceiros usem we transfer, ou email. Aquela ferramenta básica e pré-histórica! Lembram-se ?

      Quanto mais nos damos a conhecer, maiores são os perigos,
      ah e o facebook é facilmente manuseado por terceiros ok?!

      Mais uma nota: Cada um publica o que quiser, mas devem de ter consciência do que publicam e de que forma, para que evitem surpresas desagradáveis.

  99. Só resumo a questão numa, a privacidade! Se me quero expor e gritar onde ando, como estou, o que faço, isso é um problema meu, as consequências disso serão minhas, porque sou adulta e consciente dos meus actos, mas expor a privacidade de outros, isso é outra história, principalmente a de crianças que ainda não tem a consciência plena dos seus actos. Nem preciso me preocupar com os predadores, os maus, o bulling, porque algo acima disto tudo , que é o respeito pela privacidade do outro e o deixarmos de se vaidosos usando os filhos e outros como objecto de adorno.

  100. Suzy

    Agosto 11

    Pois continuem a publicá-las… pelo simples facto de até hoje não terem tido problemas não significa nada, é apenas uma questão de probabilidades. Se eu andar mais de avião do que carro, mais depressa poderei ter um acidente de avião do que de viação, mas enfim…
    Acho bem que se avise, parabéns ao artigo. Todavia, acho que não devia ser preciso avisar, é de bom senso e com tanta informação a que temos acesso também já deviamos ter percebido que se acedemos a informação é porque ela é partilhada, o mesmo acontecerá ao contrário, quando partilhamos ela fica disponivel. Não basta dizer que temos as nossas fotos no facebook em modo partilhado apenas com os amigos proximos, porque basta um deles copiar e colar noutra página porque achou a foto bonita e lá se foi a nossa privacidade.

  101. MArcos

    Outubro 10

    Temos que tomar cuidado sim , pessoas com má intenções existem muitas , exemplos por ai é que não falta …

  102. Vanda

    Fevereiro 22

    Concordo com o cuidado da escolha que se faz ao publicar as fotografias dos nossos filhotes. Mas acho que temos de ter em atenção que a grande maioria dos raptos em Portugal são parentais, sendo a última criança raptada em Portugal sem ser pelos os pais a Maddie. Também quase 90% dos abusos de menores são praticados por familiares, amigos ou outros conhecidos da criança… Por isso tudo nunca devemos baixar a guarda. Eu coloco fotos dos meus mas sempre com o devido cuidado.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *