Irmãos, hoje é o nosso dia!

Maio 31
3 Comments

Olá, olá! Irmãos, hoje é o nosso dia! Este título quase parece um anúncio do reino de Deus ou algo do género… Escrevi este texto faz hoje um ano, mas sendo eu a irmã mais velha de cinco e mãe de duas manas queridas, não posso deixar passar este dia sem lhe dar algum destaque, pois o sentimento continua o mesmo!

Eu tenho a sorte de ter cinco irmão, duas irmãs e três irmãos e de ser a mais velha de todos, pude vê-los nascer e crescer, pegá-los ao colo, ensinar-lhes coisas (boas ou más ;)), dar-lhes conselhos… mas agora que somos adultos esse papel é partilhado por todos, acabamos por ser amigos mas ao mesmo tempo um bocadinho mães/pais uns dos outros, tomamos as dores uns dos outros, rimos, choramos, apoiamo-nos sempre que é preciso e estamos juntos nos bons e nos maus momentos, padrinhos dos filhos uns dos outros e somos realmente grandes amigos. Cada um com o seu feitio, com qualidades e defeitos, que sabemos perfeitamente quais são, mas aí de quem diga mal, critique ou magoe um de nós, viramos feras e defendemo-nos como se ficássemos cegos.

Os irmãos são aquelas pessoas que nos acompanham desde que nascemos ou que nós acompanhamos desde que nasceram e nem pensamos no amor que existe entre nós, pois é tão garantido que nem nos lembramos disso. Sabemos bem o quanto amamos os nossos pais, os nossos filhos, mas se pensarmos no amor de irmãos, este também é gigante e incondicional. Os irmãos são os nossos primeiros amigos, são os únicos que compreendem as nossas questões familiares pois viveram-nas connosco, foram os primeiros com quem discutimos, com quem fizemos as pazes, com quem brincámos e abraçámos, com quem partilhámos os primeiros medos, vitórias, segredos e asneiras.

Digo sempre às minhas filhas que a coisa que me faz mais feliz é vê-las amigas e é muito gratificante ver duas irmãs crescerem em conjunto, já com os seus segredos e conversas que ninguém pode saber, pois mostra a cumplicidade que têm uma com a outra.

Fui filha única até aos seis anos e ainda bem que depois disso vieram muitos irmãos, é tão bom ver a casa cheia, com os melhores amigos de toda a vida, de quem tenho muito orgulho e com quem muitas vezes volto a ser criança. Viva os meus irmãos, sem eles não seria tão feliz!

Beijinhos,

Mónica

  1. Carminho

    Janeiro 7

    Familia unida jamais sera vencida!!!

  2. Madalena

    Janeiro 8

    Melhor irmã do mundo!

  3. São uma dor de cabeça ás vezes…mas sem eles não seria a mesma coisa!! Eu tenho dois e sou a mais caçula 😉 beijinhos. Tem uma Família lindaaaaa!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *