Mulheres em busca da perfeição

Abril 9
4 Comments

Olá, olá! Mulheres em busca da perfeição. Vivemos em busca da perfeição, de sermos mulheres perfeitas, mães irrepreensíveis, profissionais à altura, termos uma apresentação impecável e um corpo que nos encha de orgulho. E apesar de racionalmente sabermos que a perfeição não exige, estamos diariamente a exigir e a cobrar essa suporta “perfeição” a nós próprias.

Nesta altura do ano, instala-se o stress pelo corpo perfeito. Mas depois de sermos mães, por muito esforço que façamos e mesmo que estejamos com um corpo fantástico, existem algumas zonas mais afectadas, como o peito ou a barriga e aqui o melhor é aceitar que nunca mais serão iguais.

Tenho uma amiga com três filhos pequenos, que faz exercício semanalmente, principalmente ballet, tem um corpo fantástico, mas não consegue ter aquela barriga de sonho tipo tablete de chocolate. No outro dia depois de uma aula, enquanto se queixava à professora, ela deu-lhe uma resposta muito sábia “Tens de aprender a gostar da tua barriga como ela ficou, lembra-te do significado que ela tem e assim será mais fácil”. Claro que é fácil falar, quando estamos na praia, sentamo-nos e olhamos para baixo, vem a aquela pena de não estarmos com o corpo que queríamos ou já tivemos, mas de facto se pensarmos no porquê da barriga ter ficado assim, então já valeu a pena. Temos de aprender a gostarmos de nós e do nosso corpo como ele é!

Claro que concordo que tentemos melhorar o que podemos ou conseguimos, dentro do bom senso, mas o mais importante é a nossa cabeça, se tivermos uma boa autoestima, essa barriguinha não vai ter tanto significado, principalmente se for por uma boa razão como esta.

Eu tenho exatamente o mesmo problema, esteja mais magra ou mais gordinha, tenho sempre as marcas da gravidez, algumas estrias na barriga e a pele nesta zona nunca mais foi a mesma. Já me habituei à ideia e tento ter orgulho na minha barriga pelo seu significado, mas claro que faço por melhorá-la e para isso tento fazer uma alimentação equilibrada, exercício físico, uso cremes redutores na zona da barriga, faço esfoliação uma vez por semana para os cremes fazerem mais efeito e hidrato o corpo diariamente, pois sei que esses passos me vão ajudar a sentir melhor, apesar de não fazerem milagres. Mas tenho consciência que apesar de todos esses esforços, não vou fazer nenhum milagre!

Mas o truque está em consciencializarmo-nos definitivamente que não existem pessoas perfeitas, nem com o corpo, nem como mãe, mulher… O importante é sermos felizes e termos orgulho em nos próprias!

Beijinhos,

Mónica

  1. Ninguém é perfeito e se temos marcas é porque significam algo da nossa vida!

    http://adorosercomosou.blogspot.pt/

  2. O problema é que às vezes nós até estamos mentalizados para o que é possível num determinado momento da nossa vida, a sociedade é que faz questão de nos relembrar que não estamos no nosso melhor.

  3. Se tenho algumas decepções na minha vida, é o facto de nunca ter presenciado um milagre, ter visto uma bruxa ou lobisomem, ser surpreendido por um ovni.
    Não por decepção, antes pelo contrário, nunca vi mulher feia.
    Tenho encontrado mulheres que a meus olhos, parecem mais formosas que outras, mas nunca encontrei alguma que achasse desengraçada.
    Quando os homens percorrem a serra ou a floresta, recolhendo as emoções que o lugar oferece, movimento, cor, som e sobretudo o cheiro, só por grande frustração o farão sem pensar numa mulher.
    Um Beijo para todas

  4. ZAZA

    Maio 13

    Lê o artigo pequenino!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *