Nestes momentos sinto que estou a fazer um bom trabalho

Agosto 31
No comments yet

Olá, olá! Nestes momentos sinto que estou a fazer um bom trabalho. No dia dos meus anos a minha filha mais nova pediu-me o meu telefone para fazer uma chamada porque me queria fazer uma surpresa. Com algum receio do que podia estar a preparar disse-lhe para falar primeiro com o pai, ela já o tinha feito e apesar da resposta negativa quis continuar as suas tentativas para me fazer mais feliz (só soube disto depois).

Como já vos contei, a minha avó está internada, acamada e infelizmente, muito dificilmente conseguirá recuperar. Visito-a praticamente todos os dias e quando vejo que está mais animada, levo lá a miúdas que a adoram e ela fica sempre tão feliz que parece ganhar vida. Mas este foi o primeiro ano que a minha avó não foi festejar comigo o dia de anos e a minha piolha sabe que tudo isto me põe triste, então decidiu ligar à minha mãe a perguntar se não dava para levarmos a Oma a jantar connosco numa cadeira de rodas (tudo da cabeça dela!). A minha mãe lá lhe explicou que não dava porque a Oma não pode sair da cama. Cheia de pena, veio ter comigo a explicar-me qual era a surpresa que tinha tentado preparar, mas que não a podia fazer.

Como podem calcular derreti completamente, esta miúda tem mesmo o maior coração que conheço! Sempre preocupada com quem está à sua volta para que se sinta feliz. Foi aí que pensei que por muito que falhe como mãe, que falho diariamente como qualquer mãe, para ter uma filha com um coração tão grande é porque alguma coisa devo estar a fazer bem. Não podia ter recebido melhor presente do que este!

Isto é mesmo conversa de mãe babada insuportável, mas é mesmo assim que me sinto, babada e orgulhosa da minha piolha de coração GIGANTE!

Beijinhos,
Mónica

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *