O meu marido não deixa!??

Julho 25
22 Comments

Olá! O meu marido não deixa!?? Há coisa que me faz muita impressão e me deixa completamente louca é ouvir alguém dizer “não posso usar isto ou aquilo porque o meu marido não deixa!” Deixa?! Mas nós não podemos deixar que ninguém mande em nós! Assim como, também não seria correcto dizermos ao nosso marido o que pode ou não usar! Isso é uma falta de respeito!

No outro dia estava a conversar com uma amiga, super triste porque teve um casamento nesse fim-de-semana e não pode levar o vestido que queria! Tinha tudo escolhido, vestido, sandálias… (vocês sabem como é) e no dia do casamento, quando o marido a viu (uma bomba, claro!), fez-lhe uma cena descomunal, deixou de lhe falar, ao ponto dela preferir trocar por outro vestido, para não ter de aturar as trombas do “animal”! Esta não é a primeira peça de roupa que ela deixa de usar porque o marido não deixa e sinceramente não acho isto normal!!!!

Já aqui no blog quando partilho conjuntos de roupa ou vestidos, é rara a semana em que não aparece alguma senhora a dizer: “adoro, mas o meu marido não me deixaria usar”.

 

Apesar de cada uma saber de si e da sua relação, por favor não se deixem limitar desta forma pelos maridos ou namorados. Era só o que faltava vir o meu marido dizer o que posso vestir, ou não. Claro que peço opinião, gosto de saber o que acha das minhas escolhas. E se há coisas que ele não gosta de me ver, eu até posso deixar de usar ou usar com menos frequência e vice-versa, mas daí a pedir autorização ou deixar que me proíba isto ou aquilo, vai uma longa distância!

Se algo me fica bem, o meu marido tem mais é de me apoiar ou incentivar, não de me tentar esconder do mundo.  Se alguém gosta realmente de nós, não faz sentido querer que nos sintamos bonitas apenas em casa. Não tem qualquer lógica, excepto a do egoísmo ou a da insegurança extrema. É preciso ser-se extremamente possessivo para impedir uma mulher de estar elegante e/ou sensual perto de outras pessoas.

 

Agradar ao namorado ou ao marido não é igual a permitir que definam o nosso guarda-roupa ou seja o que for na nossa vida! A vida é nossa, o corpo é nosso! Nós é que mandamos em nós próprias e não deixem que seja diferente!

Beijinhos,

Mónica

 

Agradecimentos

Chapéu – White&Voodoo

Foto – Rui Valido

  1. Carminho

    Dezembro 8

    Nao esquecer que fomos invadidos pelos “Maometanos” (mouros), que provavelmente deixaram alguma descendência …!!!

  2. Sandra Paiva

    Dezembro 19

    Bom dia Mónica,
    concordo totalmente com esta publicação e também me surpreendo muitas vezes com comentários desse género. Tipo: ah, não posso andar de mini saia, já sou uma mulher casada!!!! Este país é mesmo pequenino….

  3. Cyntia

    Dezembro 24

    Eu não deixo ninguém mandar em mim, meu marido me apóia nas minhas escolhas, e se acha que estou bonita e atraente não tenta impedir que eu use. Posso usar saia curta, longa, vestido, calça justa ou o que quiser! Sinto pena e revolta dessas mulheres submissas…é tanta luta contra o machismo para que elas abaixem a cabeça pra esses “homens”…

  4. Tânia Simões R.

    Julho 26

    Pela primeira vez passei por este tipo de situação, sendo eu uma jovem adulta, e nunca pensando na hipótese de ainda existirem rapazes jovens adultos assim. Sendo o tema o facto de maridos/namorados não deixarem as suas esposas ou namoradas vestirem certas roupas, darei um exemplo do que me aconteceu: uma vez, o meu namorado, implicou comigo porque estava a usar umas calças de ganga brancas, e notava-se o formato da minha tanga por baixo!!! Eu não fiz questão de ir mudar de tanga , mas fiquei extremamente magoada com as trombas que se seguiram, chegando mesmo perguntar a um amigo se se notava alguma coisa, sendo a sua resposta negativa. De frisar que, segundo o meu namorado, como eu ia apresentada ( o formato da tanga notar-se,inclusive a cor) era uma falta de elegância que não gosta de ver nas mulheres.

    P.S. de frisar que já não namoro com a dita pessoa.

  5. vania

    Julho 26

    Eu tenho um grande problema, entre outros, se um namorado me disser: no podes!, normalmente fao logo e repito s para que entenda que NO manda em mim. O meu querido companheiro faz questo de me apoiar e em algumas situaes d a su opinio/sugesto mas a palavra final minha!
    A quem se submete a decises destas de um homem, tem um problema grande que no futuro se pode tornar em algo muito grave.
    A todas usem e abusem se sentirem bem e felizes 🙂

  6. Tatiane

    Julho 27

    Simplesmente amei sua publicação,concordo plenamente com isso e sou assimcom meu namorado que tenta mandar em mim,mais já digo stop até porque ele me conheceu assim então que me aceite do jeito que sou.Parabéns pelo blog muito interessante e ajuda muito 🙂

  7. Daniel Santos

    Julho 29

    Olá, como marido gostava de vos relatar a minha experiência inversa!
    Estou com a “minha” mulher faz quase 4 anos e sendo pai de uma bebé de 2 meses, sempre incitei a minha querida a viver a sua feminilidade como entender.
    Acho primitivo um homem ou mulher limitar as escolhas de vestuário do parceiro com vista a limitar a cobiça alheia! As traições não acontecem por ter uma roupa bonita mas antes pela falta de atenção ou felicidade dentro do casal.
    Adoro ter a opinião da minha mulher e ela gosta de ter a minha…. mas nunca autorização.
    Ps: acho que os vestidos mais curtos que a minha mulher tem fui eu que lhe ofereci….

  8. Marta Botelho

    Setembro 14

    Também há pais (homens) assim!! O meu pai, apesar de eu já ser casada, se me vir de mini-saia começa logo a ralhar comigo, a dizer que uma mulher não deve andar assim e muito menos casada. Grrrrr!! Irrita-me tanto!! Já viram se fosse ao contrário. Uma mãe a dizer a um filho que não pode andar de t-shirt de alças ou calções por já ser adulto e casado! 🙂 🙂 Há pessoas do antigamente mas nas verdade nós vivemos no presente e levamos com tudo isto.

  9. Isabel S. Martins

    Setembro 14

    Espero que não leva a mal senhora Mónica. Mas não estamos a falar de burkas e claro que um marido não pode mandar em nós. Mas uma mulher casada com a sua idade (é perto da minha) tem de ter outros cuidados. E se calhar um marido pode não gostar que ande de minissaia e você pode fazer esse favor. Ele também faz vários por si. Ou pode não querer que ande com decotes e pedir-lhe isso por favor. Não é? Se for assim até nem faz mal pois a decisão é nossa.

  10. Fernanda

    Setembro 14

    Esta Isabel do comentário de cima cheira-me que é tonta. Enfim… Bom texto Mónica, tem toda a razão

  11. A. Escudeiro

    Setembro 15

    Grande verdade. Existem mulheres sim e por pouco não dei duas bofetadas na minha irmã pois ela teve um que além da roupa criticava o facto de ela andar maquilhada. E ela nunca foi de exagerar fosse no que fosse. Quando dei por ela já andava quase um farrapo, uma mulher (ona) capaz de parar o trânsito. Agora tem alguém que gosta mesmo dela pelo que ela é. No meu caso sou casada há seis anos e, se vou sair com algo mais justo ou pequeno em vez do marido criticar não me deixa sair sequer à Rua… sem ele experimentar o conteúdo de tão sexy que possa ficar aos olhos dele se é que me entendem 🙂 graças a Deus entre nós não há problemas nenhuns desses. É como ele diz: se eu me sinto bem ele sente-se bem. Simples assim 🙂

  12. Leonor

    Setembro 16

    Tenho gostos muito diferentes do meu namorado. Numa situação, eu queria levar um vestido que ele já me tinha dito que não gostava de me ver. Pensei no assunto mas como me sentia uma “bomba” levei na mesma. Não para mostrar aos outros a “bomba” que estava mas porque eu me sentia super bem com o que estava a usar.
    No entanto, quando saio só com ele tento usar algo que eu goste e me sinta bem com algo que ele também gosto. Acho que é uma cedência de parte a parte, sem haver necessidade de rebaixar ninguém.

  13. Eveny Teixeira

    Outubro 3

    “eu até posso deixar de usar ou usar com menos frequência”. Nunquinha no Brasil, como dizemos por estas bandas. Quando visto algo que meu marido não se agrada (pois temos o gosto um tanto diferente pra roupas), ele me pergunta: “Você está se sentindo bem assim? Então, vamos!”

  14. Lanna

    Outubro 4

    Adorei a ma´teria, acho que acima de tudo deve haver um respeito mútuo na relação. Meu marido não gosta de roupa curta, mas não me impede que use, dese que eu use com ele. Nunca deixei de usar uma peça de roupa por ele não deixar, pois ele entende que me sinto bem com o que uso e o que é bonito é pra ser mostrado, com moderação…

  15. Josi Oliveira

    Outubro 4

    Concordo totalmente com a publicação! Maridos que fazem isso são possessivos ou inseguros. Acho que deve haver respeito entre ambos. Óbvio que se a roupa desrespeita o parceiro acho que seria correto que o outro não usasse. Meu marido nunca me proibiu de usar nada. Nem pode! Sempre consulto ele sobre o que estou vestindo pois gosto de saber se o agrada ou se acha que está apropriado para a ocasião e respeito a opinião dele quando ele acha que não devo usar por esse motivo, nunca por motivo de proibição. As vezes acho que algo está muito curto ou chamativo e pergunto se ele não acha que atrairia muitos olhares ou até mesmo a atenção dos “engracadinhos” eu usar e ele sempre responde a mesmo coisa. Diz que não pode impedir ninguém de olhar nem mexer comigo o importante é que ele sabe que eu não vou dar confiança. Que vão olhar mas não vão pegar mesmo. E que se eu quero devo usar. Graças a Deus esse problema nunca tive.

  16. Mariana

    Fevereiro 22

    Infelizmente passei por uma situação assim. Tive um namorado que “não deixava” que usasse alguns tipos de roupa e até mesmo maquilhagem. Se me perguntam se acho bem? Não não acho. Mas também não foi de um dia para o outro. O controlo que ele assumia sobre mim foi uma coisa gradual e eu, sem querer ver, fui deixando. Felizmente essa relação terminou e agora vivo uma outra relação em que ambos nos respeitamos. Podemos até dar a nossa opinião sobre a roupa um do outro mas não impedimos nada.

  17. Helena Marques

    Fevereiro 22

    Concordo plenamente com o que foi dito e também passei por isso por parte do meu ex-namorado. Usava sempre a desculpa que os outros iam olhar e só ele é que podia, e não era só com o vestuário, mas também com a maquilhagem, cheguei, inclusive, a deixar de me maquilhar quando ia sair com ele para ele não pegar por aí. E preocupa-me imenso que, hoje em dia, isso continue a acontecer por este mundo fora. Nós temos que nos sentir bem connosco próprias, como me constumam dizer ” Ama-te em primeiro”.

  18. Carla Oliveira

    Fevereiro 22

    Era o que faltava um homem mandar em mim e admira-me que muitas mulheres ainda se sujeitem a isso!!!! O meu marido tem os gostos completamente diferentes dos meus: não gosta que pinte as unhas de vermelho (e muitas outras cores), não gosta que estique o cabelo (tenho caracóis), muito menos que o corte, é raro ele gostar de um vestido que eu compre… Não tem nada a ver com a roupa ser ousada ou não, simplesmente ele não gosta da maior parte da roupa que compro. Por isso, vou às compras sozinha, compro o que me apetece e ando como quero. Não gosta: azar! Dou graças a Deus por ter a minha independência, porque se vivesse às custas dele, se calhar, teria de me sujeitar…

  19. Ana

    Fevereiro 22

    É tudo uma questão de bom senso! O que é certo é que as pessoas têm obrigação de adaptar as roupas escolhidas ao corpo que têm, ao momento em que as usam, para não caírem no ridículo! Efectivamente, veem-se aí figurinhas, que valha-me Deus, devia ser proibido! Pura poluição visual! Não aceitar proibições….mas ser razoável!

  20. Eu mulher

    Fevereiro 23

    Ah, minhas queridas… o pior é quando eles fazem isso sem nós nos apercebermos e, quando damos por ela, já não sabemos mais quem somos.
    Os manipuladores profissionais! Aconteceu comigo. Sempre disse que nunca iria permitir que um homem mandasse em mim e casei-me com um que o fez sem eu me aperceber… e quando dei por mim, já era tarde de mais!
    Não, nunca é tarde, e com muita força segui para a frente com o divórcio, destruí toda a minha vida, familiar e profissional e, com mais de 40 anos de idade, tive de recomeçar do zero, neste país que não dá oportunidades a quem tem mais de 40… e sem ter uma rede de amigos, porque esses também foram sendo afastados.
    Ainda não consegui voltar à minha essência, é uma luta diária, mas sei que um dia voltarei.
    Desculpem o desabafo. Espero que seja útil a alguém.

  21. Lúcia

    Abril 6

    Preferia partir uma perna do que ter um “gajo” a ditar o que eu visto ou deixo de vestir. Jamais em tempo algum…
    Felizmente tenho um maridao de primeira, que quanto muito dá a sua opinião, sem nunca fazer “cenas tristes”.

  22. Ricardo

    Junho 23

    Ora bem e sem gierras de sexo, por favor, ha coisas que não me agradam que a minha mulher vista! Como tal não permito burcas ou coisas semelhantes! Mas vou partilhar com ela mais este post.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *