O telefonema a pedir uma pizza que está a chocar o mundo

Agosto 17
5 Comments

Olá, olá! O telefonema a pedir uma pizza que está a chocar o mundo foi protagonizado por uma mulher de enorme coragem. Perante o perigo, não baixou os braços, não se submeteu, “não comeu e calou” e optando por ligar para quem a podia ajudar. 

violencia-contra-mulher-1 telefonema O telefonema a pedir uma pizza que está a chocar o mundo

A solução começa sempre por um pedido de ajuda, não pensem que há outras estratégias alternativas, não. É preciso pedir ajuda! E o mérito desta senhora passou ainda por alguma criatividade. Agarrou no telefone e ligou para a policia a encomendar uma pizza. Do outro lado da linha teve a sorte de encontrar alguém com sensibilidade suficiente para entender que se tratava de um pedido de socorro.

Reparem na audácia e imaginem a coragem que foi preciso, arriscando-se ser descoberta, para tomar esta importante decisão. Leiam:

– 911, qual é a emergência?
– Rua Maine, 123
– Ok, o que está acontecendo aí?
– Eu gostaria de pedir uma pizza
– A senhora ligou para o serviço de emergência
– Sim, eu sei. Quero uma pizza grande, meia pepperoni, meia cogumelo com pimentão
– Mmmm, desculpe, você sabe que ligou para o 911, certo?
– Sim, você sabe quanto tempo vai demorar?
– Ok, está tudo bem aí? A senhora está em uma emergência?
– Sim, estou
– E não pode falar porque tem alguém ao seu lado?
– Correto. Você sabe quanto tempo vai demorar?
– Tenho um policial há cerca de dois quilómetros da sua casa. Há alguma arma na casa?
– Não, até logo, obrigada

Bem jogado! por pior que seja a situação, vale sempre a pena o pedido de ajuda às autoridades competentes. Nestes casos, sugiro que liguem directamente para a APAV.  A minha sogra por exemplo, foi educadora durante muitos anos e através da APAV conseguiu que salvassem a vida a uma mãe de duas crianças pequeninas, a quem encontraram uma nova casa, fazendo-a desaparecer das garras do marido autor dos maus tratos. Registem e partilhem estes contactos (ver no final do post), a APAV salva vidas!

Contactos ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE APOIO À VÍTIMA

APAV – Serviços centrais de Sede Rua José Estêvão, 135 A, Pisos 1/2 1150-201 Lisboa Portugal tel. 21 358 79 00 fax 21 887 63 51 email: apav.sede@apav.pt
Serviços de Sede no Porto Rua Aurélio Paz dos Reis 351  4250-068 Porto  tel. 22 834 68 40 | fax 22 834 68 41 email: sede.porto@apav.pt

Fonte

NOTA – LEIA TAMBÉM UM DESTES POSTS:

6 SINAIS DE PERIGO NUMA RELAÇÃO

“O teu namorado de 16 anos não é nervoso, é uma besta”

Como apanhar um homem a mentir

Maiores Montanhas Russas do Mundo – TOP TEN MUNDIAL

Há fotografias dos nossos filhos que não podem estar na internet

  1. Vanessa S.

    Outubro 31

    Uma divulgação muito importante!

    Vanessa S.
    De Saltos por Lisboa,
    desaltosporlisboa.blogspot.pt

  2. Vanessa M

    Novembro 4

    É preciso ter sangue frio para poder denunciar, mas também é preciso sorte com aqueles que nos atendem o telefone. Existem muitos agentes da autoridade que não querem saber nem entender as pessoas.
    É uma divulgação importante e é de lamentar tantos casos destes.

  3. Andréa Pinho

    Novembro 10

    Olá!
    Li o teu post e decidir fazer também um post para ajudar a denunciar essas situações de violência doméstica.
    Aqui fica o link: https://www.oriconsigo.com/vida/violencia-domestica/
    Beijinhos,
    Andréa.

  4. Manuel

    Agosto 17

    Olá! Eu ia partilhar este artigo, ia, como disse, pois repugna-me a violência, seja em que forma ou direcção for. Sou homem e extremamente crítico em relação á violência doméstica, e penso que as mulheres deveriam ter mais coragem para denunciar e pedir ajuda. No entanto quando me deparei com o cabeçalho do blog, onde diz, a mulher é o melhor ser á face da terra e a mulher é que manda, devo dizer que me entristeceu, pois parece que alguém está a basear-se em pressupostos errados, pois ninguém tem que ser superior ou inferior a alguém, temos que nos respeitar e tolerar mutuamente, apenas.
    Assim sendo, gostaria de incentivar as mulheres a não se deixarem intimidar, e como diz o artigo e muito bem, peçam ajuda! Uma homenagem ás mulheres, na sua grande maioria seres extraordinários.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *