Os homens e os programas de futebol

Junho 9
11 Comments

Olá, olá! Os homens e os programas de futebol, ou melhor o exagero da quantidade de programas de futebol a que os homens assistem deveriam ser erradicados de qualquer casa de família. Eu percebo as alegrias e toda a emoção em redor da festa que pode ser um jogo de futebol. Quem já foi a um estádio sabe bem o sentimento proporcionado por aquela enorme massa de gente a torcer para um lado ou para o outro. Até consigo entender aqueles ou aquelas que torcem em casa pelo seu clube de eleição, de cachecol na mão, entre umas jolas e uns quantos gritos. Agora os programas de futebol… Como é possível?! São aos magotes, com senhores sentados ao redor de uma mesa a falarem repetidamente dos mesmos momentos, das mesmas dúvidas e dos eternos azares. E até consigo, com algum esforço, engolir um jantar de amigos em que só conseguem falar de futebol, pois nós próprias temos os nossos assuntos e acaba por até ser saudável haver um ponto de equilíbrio onde cada um fala do que gosta e acha interessante. Agora os programas de futebol…!! Como é possível alguém que se acha inteligente papar programa atrás de programa a ver outros homens a conversarem sobre algo que gira sempre em torno de tão simples equações? Foi fora ou não foi fora? O árbitro roubou ou nem por isso? As substituições foram na altura certa ou o treinador foi um incompetente? É sempre a mesma coisa! E depois fazem zapping, de um programa para o outro como se houve algo de diferente entre eles. Só mudam as gravatas! É o que me apetece dizer (ou berrar!). São todos iguais, parecem bonecos a tentar criar, sem sucesso, diferentes prismas sobre questões, grande parte delas, em que bastaria olhar para as repetições para se poder perceber que acaba tudo por ser matemático. A bola entrou ou não entrou, foi fora ou foi dentro… Vêm segundo a segundo e voltam a rever, depois mudam para o do canal seguinte e vira o disco e toca o mesmo. Haja pachorra!

programas de futebol 4

Vamos lá tentar comparar o comportamento deles com o nosso. Muitas de nós até vêm e vibram com os jogos de futebol. Assistimos a telenovelas onde dezenas de casos reais e irreais nos são apresentados provocando emoções ou divertimento. Espreitamos programas de moda onde os designers, os looks e os protagonistas são inspiradores. Vemos séries como os Ídolos ou aquelas de culinária que entretêm ou até nos ensinam algumas coisas. Papamos umas séries de vez em quando ou um ou outro filme, tal como eles. E se formos analisar em pormenor, há homens que até gostam de tudo isto que acabei de descrever. São esses mesmo que deveríamos ter em casa, os bons! Agora aqueles que gostam de programas de futebol, esses são uma raça à parte. Arrisco mesmo dizer que é uma patologia com a qual uma vida em comum se torna bastante complicada. É que se temos o azar de nos apaixonarmos por eles, casar e te constituir família, somos obrigadas a gramar com a porcaria dos programas de futebol eternamente. Não há nada a fazer, é como se fosse uma doença crônica. Pode estar a dar o melhor filme, o melhor documentário ou a melhor telenovela que se por acaso é dia de jogo a pressão que fazem para manipular a televisão é gigantesca, quase opressiva! Verdade? Alguém confirma este facto? E depois até argumentam: “mas tu também vês telenovelas!”. Como se fosse a mesma coisa. As telenovelas são todos os dias, normalmente, diferentes. Os assuntos vão variando. Agora os programas de futebol… Haja muita paciência!

  1. Até eu, que sou homem e adoro futebol e desporto em geral, não posso com esse tipo de programas. São completamente vazios de conteúdo de interesse com gente engravatada que só liga a conflitos e artimanhas.

    • Mónica

      Junho 9

      Obrigada pelo testemunho, é mesmo isso! Como é possível ter tanta paciência por tamanha pobreza de conteúdos?! 😉

    • larilas

  2. A Cláudia Lopes faz um trabalho excelente no Mais Futebol, extremamente profissional, e o ambiente entre os comentadores é muito positivo. Sinceramente é o programa que mais gosto de ver. O Trio de Ataque também não é mau, mas já me cansei do Tempo Extra e das teorias do Rui Santos, por muito válidas que sejam. O Dia seguinte então parece conversa de café em que só falta andarem à estalada. Não tenho paciência. Há programas destes a mais e debatem-se pormenores ridículos… e as chatas somos nós?

  3. Ppalma

    Junho 9

    tem razão, e não tem razão. basicamente, porque vê novelas? para ficar distraido(a) á frente da televisaõ sem pensar em mais nada… ora bem os programas da bola é exatamente a mesma coisa… ouvem se umas bestas a divagar sobre algo que não tem debate, passa-se o tempo e não se pensa em nada… lol tal como as novelas… agora uns não têm paciencia para novelas, outros têm… de resto é tudo igual, passam-se “N” episodios a ver o mesmo e nada muda ( tal como nas novelas) 😛

  4. Tudo o que é demais não presta. Não gosto de futebol, e infelizmente, todos os canais dão o mesmo, e dias inteiros!

  5. Hugo

    Junho 9

    Sabe o que lhe digo: o seu problema é ter demasiadas opções para escolher. Porque se pertencesse à franja dos “pobres”, na qual eu me insiro, sujeito à oferta da nossa magnífica TDT, não teria a preocupação de escrever este texto snob. Senão veja: de 2ª a 6ª tem 3 canais em 4 (não conto com o Canal Parlamento, que devia ter sido uma piada sádica de quem inventou a TDT) a emitir simultaneamente programas lamechas da manhã, noticiário, programas lamechas da tarde, noticiário, novelas até à meia noite. Fim de semana: programas de miúdos pela manha, noticiário, programas pimba pela tarde, noticiário, concursos pimba pela noite. Semana, após semana. Mês após mês. Mensalmente, existe a possibilidade de um miserozinho jogo de futebol, caso as equipas portuguesas jogem na europa, ou num compromisso da nossa selecção. Caso contrário…existe 5 minutos de futebol no noticiário. Quer trocar os seus problemas televisivos com os meus?

  6. fifi

    Junho 10

    sim e verdade muitos deles nao dizem pao. mas agora veja as coisas do seguinte prisma uma pessoa chega cansada do trabalho, janta e quer ver algo com que possa passar o tempo a ver uma coisa que tem interesse, porque e que haveria ficar uma novela que nao passa de ficçao onde sao historias inventas com actores que se calhar nem valorizamos. sao gostos.

  7. Este tema resume-se numa frase muito usada no nosso cantinho “NÃO SE AGRADA A GREGOS E A TROIANOS”

  8. joaldi

    Junho 10

    Gostei do elogio dos “bons” que deviam ter em casa. Os assuntos das novelas sejam elas sobre o nevoeiro que paira sobre um rectângulo verde emoldurado a branco ou a neblina reflexo ou não da vida real em conto narrativo “esPLASMAdo” nas luzes e cores do retângulo mágico, nada são quando comparados com a importância da vida familiar.
    “Estás a morar muito pemto, pai! Vou brincar.”
    largo o teclado e vou também…

  9. vitor

    Dezembro 31

    Pior são as novelas que começam e acabam sempre da mesma maneira, pior são as conversas desinteresantes das mulheres…

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *