Pequenos Lutadores, Vamos ajudar!

Setembro 24
No comments yet

Olá, olá!  Apesar de ser um assunto a que nenhuma de nós consegue ficar indiferente. Como podem calcular, este é um tema que neste momento estou particularmente sensivel! Sabiam que o índice de nascimentos de bebés prematuros tem vindo a aumentar nas últimas décadas, alcançando uma média anual de cerca de 7.000 nascimentos prematuros em Portugal?! E como é óbvio, as suas necessidades são muito específicas, uma vez que, devido ao seu tamanho pequeno, gestação incompleta e pele delicada, a sua fragilidade é maior do que a de um recém-nascido de parto a termo.

Por isso mesmo, a Dodot criou as fraldas Dodot Sensitive Prematuro Tamanho -3 que são três vezes mais pequenas do que as fraldas para um recém-nascido normal e são adequadas para os bebés que pesam menos de 800 gr. As novas fraldas DODOT são feitas especificamente sem fragâncias ou elásticos e, por isso, são mais suaves para os prematuros, sendo especialmente úteis para os bebés prematuros extremos, com um peso extremamente baixo, com complicações ao nível dos vários órgãos ainda muito imaturos, icterícia, problemas gastrointestinais e outras condições relacionadas tais como os problemas relacionados com a pele que é extremamente fina e por isso extremamente sensível ao toque e a todos os materiais de contato. Contam com uma absorção total, tanto na parte frontal como na parte traseira, para facilitar a muda da fralda em qualquer posição.

Cada dia é uma luta quando o bebé chega antes do tempo. Por isso, DODOT está ao lado destes pequeno lutadores, criando e doando aos hospitais portugueses a sua fralda mais pequena. Este ano vai doar mais de 200 mil fraldas. A marca acaba de se juntar também à XXS – Associação Portuguesa de Apoio ao Bebé Prematuro para apoiar os pais de bebés prematuros, tendo criado um vídeo que transmite o surpreendente espírito de luta que os bebés prematuros demonstram todos os dias e doará um euro por cada vídeo partilhado à XXS.

Vamos partilhar este video nas nossas redes sociais e ajudar os pais e os bebés lutadores que chegam antes de tempo!

Beijinhos,

Mónica

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *