E quando elas perguntam de onde vêm os bebés?

Agosto 30
No comments yet

Olá, olá! E quando elas perguntam de onde vêm os bebés? 

Esta é aquela questão que causa sempre algum nervosismo aos pais e muitos ficam sem saber o que dizer. Na minha opinião, devemos esquecer as histórias das cegonhas que trazem os bebés no bico. Já ninguém acredita nisso, nem podemos estar a mentir sobre uma coisa tão importante aos nossos filhos. Por isso, não devemos contar toda a verdade, mas também não devemos inventar mentiras. Não se esqueçam que, hoje em dia, os miúdos sabem tudo e falam destas coisas uns com os outros na escola.

A propósito deste assunto, vi um vídeo muito giro, onde é feita esta pergunta a algumas crianças. Está de morrer a rir:

Para mim, a melhor resposta é a da pequenina que está de jardineiras, é adorável! Ela diz que vendem os bebés nos hospitais e, ainda melhor, diz que os vendem por 10 dólares. O pai ao lado só se ria e, sinceramente, se fosse comigo eu tinha a mesma reacção.

O mais engraçado é perceber que alguns pais não mentiram totalmente, apenas fizeram os filhos perceber que os bebés vêm da barriga e que nasceram porque os pais deram um beijo. Bem, já imaginaram se o número de filhos fosse igual ao número de beijos que damos? Uma casa não chegava para tanta gente!

Claro que, com o crescimento, os miúdos vão aprendendo estas coisas. Mas é bom que a mãe e o pai tenham umas respostas preparadas, é quase certo que, qualquer dia, esta pergunta apareça de surpresa!

Vocês responderiam o quê? Já passaram por esta situação?

Beijinhos,

Mónica

 

NOTA – LEIA TAMBÉM UM DESTES POSTS:

Bronzeado deslumbrante e uma pele bem protegida, o resultado

Faço anos e não festejo, devo estar com algum problema

As heroínas dos Jogos Olímpicos!!
Fotografamos muito, mas será que vivemos?
Viajar é revitalizante!
O Homem perfeito, onde está ele?
As 7 coisas que todas as futuras mães deviam saber.

 

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *