Vamos lá falar de amamentação

Janeiro 21
No comments yet

Olá, olá! Vamos lá então falar de amamentação. Este é um daqueles temas que até quase tenho medo de abordar, pois é tão sensível que se alguma mulher se atrever a dizer algo fora do politicamente correcto é chacinada em praça pública. Como sinceramente me estou nas tintas para o politicamente correcto e estou farta da quantidade de pressão que existe sobre alguns assuntos, vou partilhar convosco a minha experiência e opinião.

Quantas vezes já li e ouvi frases como “não devias ser mãe”  para mulheres que não quiseram amamentar! Todas nós sabemos que a alimentação ideal para os nossos bebés é o leite materno, durante os primeiros seis meses de vida. Mas há mulheres que não conseguem amamentar, outras que não conseguem em exclusivo e outras ainda que não querem e isso deve ser respeitado! Nenhuma mãe gosta menos do seu filho por não lhe dar de mamar!

Eu posso falar das minhas experiências, os meus três filhos mamaram durante um mês e meio ou dois, foi esta a média e nenhum deles em exclusivo, desde os primeiros dias de vida. Não era pela quantidade, pois de início até tinha bastante, mas sim pela qualidade do leite. O que é uma seca, porque estava mais de meia hora a dar de mamar e depois ainda tinha o biberão, o que a contar com a mudança de fralda dava em média uma hora e meia cada vez que ele comia.

E não tenho vergonha em dizer aqui que detestava dar de mamar! Não era de todo um “momento de amor” como tanto ouço dizer, dei sim por obrigação, apenas por saber que fazia bem aos meus filhos. Doía-me imenso e estava sempre desejosa que acabasse. Eram momentos de stress e não de amor! Tenho muitos momentos que amor com eles, quando dormem ao meu colo, quando lhes dou mimo, quando cuido deles, mas aquele não era de todo “o momento”! Acredito que não sou a única a sentir o mesmo, mas há muitas mulheres com medo de o dizerem pois cada vez mais se ouve outras a dizer “eu amo o meu filho por isso dou de mamar!”. Até parece que quem não dá, não ama!

Outra pressão da amamentação é a questão de dar em público. Se há 10 anos era vergonha dar em público, agora é vergonha não dar. Senti uma enorme pressão para dar à frente de outras pessoas, “não tens avental?!” Era o que ouvia quando dizia que ia para um sítio reservado para dar de mamar. Tinha avental mas mesmo assim não me sentia à vontade. Sei que é um acto natural, mas não queria. E se é normal dar de mamar em público e ninguém tem de ter vergonha disso, também é normal não querer dar e não temos de nos sentir umas pudicas antiquadas por isso!

Custa-me mesmo entender estas pressões todas e acho uma violência psicológica para quem acabou de ser mãe! Por isso achei importante chamar a atenção para este assunto! Cada um sabe de si!

Beijinhos

Mónica

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Resolva esta operação (para sabermos que é humano) *